Erechim avalia possibilidade de solicitar situação de emergência na área rural

Em reunião no início da tarde de hoje (13), na sede do Sindicato Rural de Erechim, a estiagem e suas consequências para a área rural do Município foi colocada em pauta. Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Segurança Alimentar de Erechim, Emater/Ascar, Condesa (Conselho Municipal de Desenvolvimento, Agricultura, Abastecimento e Segurança Alimentar) unem esforços para o enfrentamento à situação de escassez de água em toda a região.

O encontro proporcionou uma troca de informações entre os que vivenciam diretamente o cenário atual nas propriedades rurais, dentre eles os coordenadores dos 48 poços artesianos municipais. O panorama geral e levantamentos foram repassados pelo chefe do Escritório Municipal da Emater, Walmor Gasparin. Dentre outros pontos, ele destacou o fato de vários municípios da Região já terem declarado a situação de emergência;  a perda da produção agrícola estimada no Alto Uruguai acusar já ter atingido 40% em algumas regiões como Campinas, Quatro Irmãos e Sertão; o prognóstico do clima até o final do mês de março que traz previsão de pouquíssimas precipitações de chuva.

A preocupação foi compartilhada pelo Secretário Municipal Altemir Barp ao afirmar que a Secretaria de Agricultura de Erechim vem monitorando o cenário, observando fatos e avaliando dados para, somente bem embasadas e com responsabilidade, serem tomadas medidas. “Vem aumentando significativamente o número de propriedades rurais que solicitam abastecimento de água para suas aves, suínos, bovinos. É preocupante a atual situação e por isso necessário racionar o uso e economizar”, destacou Barp.

O diretor da Ager (Agência Reguladora dos Serviços Públicos Municipais de Erechim), Luiz Acorsi, observou que a área urbana está em igual situação e que o desperdício de um reflete no outro. Ele relatou que “diariamente a Ager recebe dezenas de telefonemas denunciando a falta de consciência de cidadãos que seguem utilizando água para tarefas superficiais como lavagem de carros e casas”.

Após os vários exemplos, colocações e relatos de fatos, o agricultor e avicultor Carlos Demétrio resumiu a preocupação de todos os presentes: “precisamos nos voltar para a prevenção, respeitando banhados, açudes e rios e preservar e respeitar os espaços nas terras”. Ao final da reunião ficou acordado um novo encontro para a próxima semana onde será avaliada a possibilidade de Erechim também solicitar situação de emergência na área rural.

Você pode gostar também
  • https://cast.youngtech.radio.br/radio/8070/radio
  • https://jornalboavista.com.br/radioculturafm/
  • Rádio Cultura Fm - 105.9 Erechim - RS