CREAS oferece atendimentos e acompanhamentos especializados sobre a violação de direitos e violência doméstica

O Centro de Referência Especializada de Assistência Social (CREAS), presta serviços especializados e contínuos a indivíduos e famílias, de forma a oferecer apoio, atendimentos especializados, orientação, acompanhamento psicossocial e pedagógico, atividades individuais ou em grupos de famílias. No local, também podem ser feitas denúncias.

O CREAS de Erechim conta com uma equipe multiprofissional, são quatro assistentes sociais, três psicólogas, duas pedagogas, um motorista, um agente executivo, uma estagiária e uma agente de limpeza. De janeiro a agosto foram mais de 3.500 atendimentos e mais de 850 visitas domiciliares.

A assistente social e coordenadora Claudia Pires comenta que é um trabalho com uma equipe multiprofissional. “Os CRAS, Órgãos Judiciais e de Segurança Pública como por exemplo as delegacias de polícia, encaminham os casos para nós, que são casos de violação de direitos de crianças e adolescentes, mulheres, idosos, pessoas com deficiência, então toda essa população é encaminhada para o CREAS, para atendimento e acompanhamento, visando a superação da violência impetrada às vítimas”, pontua.

O Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (PAEFI) é realizado no primeiro momento de acolhida, realizada entrevista para conhecimento do contexto familiar e da situação que levou a vítima a esse atendimento, o PAEFI serve como serviço de apoio, orientação e acompanhamento de casos de violência física, psicológica e negligência, violência sexual, abandono, vivência de trabalho infantil e outras formas de violação de direitos decorrentes de discriminação que impedem de usufruir de autonomia e bem-estar no convívio social. São disponibilizados atendimentos para crianças e adolescentes, idosos e mulheres.

O PAEFI idosos atente pessoas idosas encaminhadas com qualquer situação de violência do idoso, violência psicológica, negligencia, maus tratos, abandono, casos de exploração financeira. Já o PAEFI mulheres trabalha com o fortalecimento e proporciona interação entre os profissionais e mulheres vítimas de violência, o objetivo é fortalece-las e acender o desejo em se autogerirem e se emancipar em para saírem da condição a que estão subjugada por seus agressores, buscando ainda fortalecer relações que elas tinham com as famílias e com a comunidade, uma vez que as vítimas enquanto estão no ciclo da violência se distanciam dos seus entes familiares e ambiente comunitário que é saudável.

O Serviço de Medidas Socioeducativas atende adolescentes que cometeram algum ato infracional, esse atendimento é acompanhamento do adolescente e sua família é feito pelo CREAS e em seguida encaminhado para os locais para o cumprimento medida de prestação de serviço à comunidade, inserção à educação formal e serviços de qualificação profissional. A equipe trabalha também com a família do adolescente porque todo o núcleo está envolvido e precisa manter esse acompanhamento visando a não reincidência de atos infracionais.

Referência contra Referência

A coordenadora explica que o trabalho precisa ser mantido depois que a pessoa passou da condição de violação de direito. “Existe a necessidade de manter o acompanhamento porque são pessoas fragilizadas e precisam da continuidade desse apoio da rede, como os CRAS, CAPS e UBSs. É um trabalho referenciado entre todas as unidades”, finaliza.

O CREAS fica localizado na Rua Dra. Yvone Mársico, 77, Bairro Fátima. O telefone para contato é (54) 3520-7056 ou pelo e-mail [email protected] Quem precisar de auxilio pode ir até a Unidade ou solicitar encaminhamento de outra Unidade de referência como CREAS, CAPS ou UBSs.

Por Assessoria de Comunicação  

Você pode gostar também

  • https://cast.youngtech.radio.br/radio/8070/radio
  • https://jornalboavista.com.br/radioculturafm/
  • Rádio Cultura Fm - 105.9 Erechim - RS