Amau presente em evento de entrega de novas demandas municipalistas ao governo do Estado

Na manhã desta quinta-feira, 20, a AMAU esteve presente na apresentação do governo estadual sobre os impactos dos eventos climáticos na receita do Estado e dos municípios gaúchos. A associação foi representada pelo prefeito de Jacutinga, Beto Bordin, que também é vice-presidente da Famurs. O evento também contou com o presidente da Famurs, Marcelo Arruda, que é prefeito de Barra do Rio Azul, o governo do Estado, Eduardo Leite e seu vice Gabriel Souza, secretários estaduais, presidente da Assembleia Legislativa, Adolfo Brito, entre outras autoridades.

Na oportunidade, o presidente da Famurs, Marcelo Arruda entregou um documento ao governador do Estado, Eduardo Leite, sinalizando novas necessidades dos gestores municipais.

Em sua manifestação, Arruda destacou que os entes federados precisam estar unidos para avançar nas dificuldades, pois a cada dia surgem novos desafios e é preciso encontrar soluções conjuntas, uma vez que o impacto no Estado recai sobre os municípios. “Precisamos somar. Sabemos que o governo é municipalista, mas precisamos agora mais do que nunca dessa ajuda, para buscar socorro do ICMS, que infelizmente teve queda de 40% lá na ponta”, destacou.

O prefeito de Jacutinga, Beto Bordin, representando a AMAU salienta que foram discutidas alternativas para compensação da perda de ICMS por parte dos municípios que está desafiando gestores para fechamento das constas neste ano de 2024, que também é fina de mandato: “importante ver as ações que estão sendo tomadas para mitigar todos esses impactos. E é importante que todos prefeitos participem nos dias 2 e 3 de julho da Marcha dos Prefeitos à Brasília pela Reconstrução do RS.

Segundo Beto Bordin, teve uma sinalização do governador Eduardo Leite por uma flexibilização para os municípios dos recursos que são repassados de uma forma mais célere, frente às dificuldades que estão enfrentando nesse momento.: “foram apresentadas outras possibilidades de captação de recursos para os municípios para limpeza das cidades, reconstrução de pontes e estradas, entre outros. A queixa dos prefeitos é a dificuldade de captar recursos federais. Buscaremos maneiras em Brasília para agilizar essas liberações”, finaliza Beto Bordin.

Por Assessoria de Comunicação

Você pode gostar também
  • https://cast.youngtech.radio.br/radio/8070/radio
  • https://jornalboavista.com.br/radioculturafm/
  • Rádio Cultura Fm - 105.9 Erechim - RS