Secretário de obras afirma que fluxo no entorno da Praça da Bandeira é um dos principais problemas no trânsito de Erechim

Mário Rossi disse que o município já estuda soluções para este problema que se intensificou com a volta às aulas

O secretário de obras Mario Rogério Rossi foi o entrevistado do programa Estúdio Boa Vista da Rádio Cultura na manhã desta segunda-feira, 28. Mario falou sobre os avanços dos serviços da secretaria de obras, já que o período sem chuvas tem permitido que o trabalho venha sendo feito sem interrupções.

O secretário falou também sobre o novo plano de mobilidade da cidade e citou o fluxo de veículos em horário de pico como um dos principais problemas do trânsito no município. “Temos situações no trânsito em Erechim e uma delas que é explicita é a Praça da Bandeira. Estamos estudando e já solicitamos aos engenheiros para que se debrucem sobre esse tema para que a gente consiga amenizar essa situação”.

Sobre o plano de mobilidade urbana, Rossi disse que o mesmo está a cargo da secretaria de planejamento, mas que após o estudo espera-se dar maior agilidade no trânsito. O secretário informou que o município já trabalha com campanhas de conscientização no trânsito, especialmente com relação ao respeito ao sinal semafórico. “Temos que modernizar o sistema semafórico de Erechim, tendo um sistema de autuação se você ultrapassa o limite de velocidade ou passa no sinal vermelho. Precisamos de lombadas eletrônicas, precisamos e retirar as lombadas físicas principalmente nas vias rápidas”, disse Rossi.

Legislação para Aplicativos de Transporte e Motofretistas

Mario Rogério Rossi disse que na última semana foi realizada uma reunião na prefeitura municipal com os operadores de transporte por aplicativo que desejam regulamentação para o serviço no município. Ele citou que diversos municípios com mais de 100 mil habitantes já tem legislação própria para transportes por aplicativo e que Erechim não pode ficar de fora. “Pra nossa satisfação os operadores do transporte por aplicativo querem essa regulamentação por que entendem que estão sendo alvo de pessoas que realizam o transporte de forma clandestina”.

Sobre os motofretistas Rossi afirmou que falta efetivar a fiscalização e falou sobre a necessidade do motoboy ser MEI ou ter empresa registrada. Mario ressaltou a importância dos motofretistas especialmente no período de pandemia. “A grande maioria quer trabalhar dentro da lei e quer a fiscalização”, afirmou Rossi.

Você pode gostar também
  • https://cast.youngtech.radio.br/radio/8070/radio
  • https://jornalboavista.com.br/radioculturafm/
  • Rádio Cultura Fm - 105.9 Erechim - RS