O resgate do Festival de Teatro em Erechim

Erechim já foi conhecida, há mais de dez anos, como a cidade do teatro amador, pelo fato de ser sede para o Festival. Durante um bom tempo, esse título, digamos, ficou adormecido. Muitas peças e espetáculos deixaram de visitar a cidade, fazendo com que Erechim perdesse a notoriedade dos tempos do Festival.

Após esse longo período ausente do cenário, desde o ano passado Erechim tenta resgatar “o tempo perdido”, voltar a ser reconhecida e prestigiada pelo teatro profissional. Neste ano, somente os melhores dos melhores estarão na cidade.

O evento irá contar com os vencedores de todos os 11 festivais realizados no Estado neste ano. As apresentações serão divididas em duas classificações: categoria adulta, com 11 peças e categoria infantil, com 10.

A população não terá somente apresentações do Rio Grande do Sul, pois estão confirmadas as presenças de peças de Santa Catarina e até da Argentina. Todos os grupos estão sendo aguardados com muita expectativa pelos organizadores do evento.

Para nos contar mais sobre o festival, estivemos com o diretor do Departamento de Cultura e Turismo de Erechim, Neidmar Alves, que é ator e diretor de teatro e vai nos dizer como está a preparação para sediar novamente o festival estadual.

– Com a atual gestão, nós temos o apoio e o incentivo para retomar o Festival de Teatro, que agora não é mais amador, porém mantendo a ideia de que são 14 festivais no estado do Rio grande do Sul reconhecidos pelo Instituto Estadual de Artes Cênicas (IEACen/RS). Para que este festival pudesse se realizar, houve uma parceria da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo de Erechim com a Secretaria da Cultura do Estado e o IEACen/RS.

– Desde o ano passado, fomos buscar amparo no Instituto, que é vinculado à Secretaria da Cultura do Estado, para retomar o espetáculo. Foi criado um decreto para que o Festival pudesse ter envergadura e proteção de política pública. Independentemente do gestor que venha a tomar posse, a manutenção do evento estará garantida. É um festival democrático, plural e pensado para que a comunidade possa estar presente – conclui o diretor.

Talvez um dia Erechim possa vir a ser reconhecida como a cidade do teatro profissional, assim como Gramado é reconhecida como a cidade do Festival de Cinema. A sociedade de Erechim vai poder assistir vinte espetáculos, que iniciaram neste sábado, dia 23, no Centro Cultural 25 de julho. As apresentações são divididas em três turnos: manhã começa às 9:30h, tarde, às 14h, e noite, às 19:30h, e a entrada é gratuita.

Mais informações podem ser conseguidas no Departamento de Cultura de Erechim, por meio do telefone (54) 3522-9289, do e-mail [email protected], ou clicando aqui para acessar a página da Prefeitura Municipal. 

Registros do Festival

Buscando a história do festival em Erechim, foi possível notar que a época foi um “boom” do teatro amador na cidade, quando pessoas de várias regiões do Brasil vinham prestigiar a arte cênica, como expressão corporal e cultural.

Verificando os registros do arquivo histórico, encontramos recortes de alguns jornais do último festival, que aconteceu em novembro de 2007. Segundo o relato de pessoas que estiveram presentes no Centro 25 de Julho lotado e puderam assistir diversas peças à época, o Festival era maravilhoso. Já para a cidade, o evento gerava grande impacto na economia e no turismo, devido ao número representativo de visitantes. 

O fim dos festivais da década passada em Erechim foi ocasionado por diversos fatores, como questões de custos, pela proporção que o evento estava tomando, que o encarecia excessivamente, como também pelo desinteresse político de incentivo à cultura, entre outros. Por conta disso, acabamos privados desse grande evento durante tanto tempo.

Por Regiane Ferreira

Você pode gostar também

  • https://cast.youngtech.radio.br/radio/8070/radio
  • https://jornalboavista.com.br/radioculturafm/
  • Rádio Cultura Fm - 105.9 Erechim - RS