Maio Amarelo: chamar atenção para o alto índice de mortes e feridos

Tema da campanha de conscientização de 2022 será “Juntos salvamos vidas” e está focada nos motociclistas

“Juntos Salvamos vidas”. Essa é o tema da campanha do Maio Amarelo de 2022, que surge com a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. A conscientização é uma iniciativa da Prefeitura de Erechim, por meio da Secretaria de Obras Públicas, Habitação, Segurança e Proteção Social; Coordenadoria de Segurança Pública e Proteção Social e Diretoria de Trânsito.

Neste ano, explica o secretário de Obras Públicas, Habitação, Segurança e Proteção Social, Mario Rossi, o foco é a conscientização de motociclistas para um trânsito mais seguro, destacando a importância do cumprimento das leis de trânsito para reduzir o número de acidentes e preservar vidas.

Usar corretamente o capacete

O secretário observa que a colaboração do motociclista é muito importante para a própria segurança, entre elas, o uso correto do capacete. “Este equipamento de proteção tem que ser utilizado conforme orienta a legislação de trânsito, e desta forma, ele será eficiente para proteger o motociclista”, afirma.

Respeitar limite de velocidade

Além disso, observa o secretário Mario Rossi, é vital respeitar o limite de velocidade nas ruas. “Andar conforme os limites estabelecidos dentro da área urbana pode ser o fator principal entre viver e perder a vida”, disse.

Não assumir riscos desnecessários

Outra conduta necessária para a segurança dos motociclistas e o bom funcionamento do trânsito é não assumir riscos desnecessários, afirma o secretário. “A motocicleta é um meio de transporte e não um brinquedo, por isso tem que ser usada com muita responsabilidade para não colocar a vida das pessoas em perigo”, comenta.

E, acrescenta, “assumir riscos desnecessários, como cruzar o sinal vermelho e fazer zigue-zague entre veículos, pode levar o motociclista a morte”.

Por fim, ressalta o secretário Mario Rossi, respeitar todas as normas de circulação, sinalizações de solo, placas, semáforos é a melhor maneira de preservar vidas. “Isso é ser consciente e cidadão. Segurança no trânsito se faz com a colaboração de todos”, disse.

Por Assessoria de Comunicação 

Você pode gostar também
  • https://cast.youngtech.radio.br/radio/8070/radio
  • https://jornalboavista.com.br/radioculturafm/
  • Rádio Cultura Fm - 105.9 Erechim - RS