Funcionário da prefeitura de Getúlio Vargas investigado por furto de luminárias e pneus e preso pela Polícia Civil

Outras duas pessoas foram presas por receptação

Nesta quarta-feira, 29 de junho de 2022, a Polícia Civil, através da delegacia de polícia de Getúlio Vargas, e com apoio das delegacias de Erebango, Sertão e Paim Filho, deram cumprimento a quatro ordens judiciais de busca e apreensão, contra suspeitos de peculato e receptação.

Segundo dados repassados pela DP de Getúlio Vargas, responsável pela investigação, um então funcionário da Prefeitura Municipal daquele município foi denunciado por outros servidores, por ter subtraído mais de duzentas luminárias de iluminação pública, e pneus, que seriam destinados ao atendimento à comunidade getuliense. O fato foi registrado no último dia 13 de junho, e desde então passou a ser investigado pela delegacia local.

A partir do registro da ocorrência pelos responsáveis da Prefeitura, a Polícia Civil verificou que o suspeito teria revendido os materiais subtraídos para ferros-velhos e alguns receptadores, moradores da cidade. Em posse dos dados produzidos pela investigação, o Delegado de Polícia Jorge Fracaro Pierezan representou pela expedição de mandados de busca e apreensão contra os suspeitos identificados. Os pedidos da Autoridade Policial foram deferidos pela Comarca de Getúlio Vargas, que expediu quatro mandados de busca e apreensão em desfavor dos investigados.

Os mandados judiciais foram cumpridos hoje, todos em Getúlio Vargas, sendo que durante a execução das diligências três homens foram presos em flagrante delito. Um deles, o funcionário público de 29 anos, acusado de peculato, foi preso por posse irregular de arma de fogo (uma espingarda calibre 36), mas teve a fiança arbitrada recolhida, e vai responder pelos crimes citados em liberdade. Já um segundo indivíduo, de 33 anos, morador do interior do município, foi preso pela posse irregular de uma espingarda calibre 22, tendo igualmente recolhido a fiança arbitrada pela Autoridade Policial, usufruindo assim do direito de responder pelo delito em liberdade. Na casa desse homem, a Polícia localizou pneus, os quais suspeita-se que sejam produtos do peculato narrado. E por fim, em um ferro-velho na cidade, os policiais localizaram cinco luminárias, que seriam aquelas subtraídas da Prefeitura Municipal, uma arma de fogo artesanal, e fios e cabos de energia que, em tese, seriam produtos de outros crimes (furtos). Este terceiro indivíduo foi preso em flagrante por receptação qualificada e posse de arma de fogo, sem direito à fiança, e acabou recolhido ao Presídio de Getúlio Vargas.

Todos os indivíduos presos hoje seguem sendo investigados pelos crimes de peculato e receptação, além daqueles constatados hoje. A existência de outros envolvidos nos crimes investigados, deverá ser esclarecida oportunamente com a continuidade do inquérito policial.

A ação de hoje busca punir os envolvidos nos crimes investigados, mas também demonstrar que a Polícia Civil atua fortemente contra a prática de crimes que atentem contra a administração pública e a população.

Você pode gostar também
  • https://cast.youngtech.radio.br/radio/8070/radio
  • https://jornalboavista.com.br/radioculturafm/
  • Rádio Cultura Fm - 105.9 Erechim - RS