Erechim conquista o quarto lugar no prêmio “Mostra teu SUS, Rio Grande do Sul” com projeto voltado à saúde mental

A Prefeitura de Erechim, através da Secretaria de Saúde, por meio do Setor de Saúde Mental, ficou classificada em quarto lugar no prêmio “Mostra teu SUS, Rio Grande do Sul” com projeto voltado à saúde mental com o tema “Estratégias para Assegurar e Humanizar o Acesso à Saúde Mental”, durante o 32º Congresso do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (COSEMS/RS), realizado em Gramado.

A mostra de experiências exitosas “Mostra teu SUS, Rio Grande do Sul” de 2022 é uma estratégia de valorização e reconhecimento da dedicação e do empenho dos trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado, enaltecendo a importância de cada um e cada uma no cotidiano das suas atividades para levar saúde de qualidade a todos os lugares, superando desafios, adversidades e problemas históricos.O papel do COSEMS/RS como instituição promotora e defensora da saúde pública de qualidade para todos é respeitar, reconhecer e valorizar a potência do Sistema Único de Saúde, bem como dos trabalhadores do SUS.

Conforme explica a diretora de Saúde Mental de Erechim, Juliana Deboni Conci, o Núcleo Erechinense de Ação das Internações Compulsórias (NEIAC) intitulado “Caminhos do Cuidado” tem como objetivo a adoção da cartilha de procedimentos para as internações compulsórias através de estratégias para assegurar e humanizar o acesso à saúde mental.

Essa parceria inédita no município de Erechim é um acordo de cooperação firmado no ano de 2021 entre o Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, Secretaria de Saúde e a 11ª Coordenadoria Regional de Saúde que tem por objetivo melhorar a assistência aos usuários da saúde mental, nos casos mais extremos como as internações compulsórias, que devem ser apresentadas apenas quando esgotadas todas as possibilidades de tratamento ambulatorial.

“A intenção do projeto é que, anterior ao processo de solicitação de internação compulsória, as famílias e os usuários tenham a possibilidade de conhecer os serviços, e que essa medida de propor um tratamento em saúde mental contra o desejo e a vontade dos sujeitos seja realmente a última possibilidade.           Esse movimento só tem sentido porque apresenta como resultado final a melhora na assistência e no tratamento para os usuários dos serviços de Saúde Mental e suas famílias”, explica a diretora de Saúde Mental.

Para a secretária de Saúde, Eclesan Palhão, é resultado do comprometimento, da união de esforços e do trabalho em equipe. “Este é mais um importante marco para a rede de atenção psicossocial do município de Erechim. Ficamos muito orgulhosos da nossa equipe de atenção psicossocial e dos nossos parceiros pela dedicação de excelência com a nossa população”, declara a secretária.

Ainda, o prefeito de Erechim, Paulo Polis afirmou que esse é um trabalho público, de atenção diária, voltado não só para o tratamento dos usuários do sistema, mas também, para sua reinserção familiar, social e comunitária.

“A lógica de trabalho propõe a quebra do modelo de cuidado tradicional, alterando a maneira de lidar com o sofrimento mental e seus determinantes. O cuidado aos usuários passa a ser prestado nesse conjunto de ações de lógica comunitária, visando a atuação no próprio território de cobertura e ampliando o processo de cuidado aos familiares e a questões de âmbito social”, finaliza Paulo Polis.

Por Assessoria de Comunicação 
Você pode gostar também
  • https://cast.youngtech.radio.br/radio/8070/radio
  • https://jornalboavista.com.br/radioculturafm/
  • Rádio Cultura Fm - 105.9 Erechim - RS