Saúde será área priorizada pelas bancadas no Congresso Nacional

Seguindo a pauta na Capital Federal, desde a última segunda-feira, 29, comitiva local, através do prefeito Luiz Francisco Schmidt, secretário de Saúde Jackson Arpini e Diretor da Fundação Hospitalar Santa Terezinha, Helio Bianchi e demais lideranças da região da AMAU, estiveram em reunião com lideranças políticas, mais especificamente a Bancada Gaúcha.

A reunião, de acordo com o secretário, se estendeu até as 20h, e o Plenário estava completamente lotado com representantes de entidades ligadas a saúde, entre outras, momento em que vários parlamentares se fizeram presentes e os trabalhos foram conduzidos pelo coordenador da Bancada Deputado Federal Giovani Cherini.

Após a explanação inicial, o coordenador manifestou que as 51 propostas apresentadas ultrapassaram o valor de R$ 1 bilhão, e os valores da Emenda de Bancada, para 2019, são de R$ 169 milhões.

“Ficou deliberado, pelos parlamentares, que a área a ser priorizada nesse ano será a Saúde, com a alocação de R$ 68 milhões. A bancada gaúcha definiu que cada parlamantar terá R$ 2 milhões, totalizando R$ 68 milhões para futura indicação da entidade de saúde, que acontecerá na sequência, sem data marcada.

A expectativa da Comitiva Regional era para uma definição no plenário, fato que não ocorreu pelo grande número de emendas e também entendimento de alguns parlamentares.

“Vamos manter o grupo coeso em prol da relevante demanda. Ainda existe a possibilidade da inclusão do projeto nas demandas não impositivas, o que permitirá, caso aconteça, que o projeto siga tramitação no órgão ministerial.

Saímos fortalecidos como região. Com certeza fomos vistos como organizada, coesa e com foco na demanda. Talvez tenha sido um grande aprendizado para nós, que trabalhamos unidos. Agora vamos ter que esperar os novos prazos e monitorar o andamento, tendo presente que com a metodologia aprovada teremos que bater novamente nos parlamentares gaúchos para solicitar apoio”, finaliza Arpini.

Comentários estão fechados.