Hepatite como tema de palestra na Secretaria de Saúde

Ocorreu, na tarde desta segunda-feira, 30, junto ao Auditório da Secretaria Municipal de Saúde, palestra com manicures, podólogos, tatuadores, body piercing e demais profissionais envolvidos em atividades afins, que teve como tema a prevenção das Hepatites Virais. Ação faz parte da agenda da Pasta desenvolvida sob o tema “Erechim 100 anos: 100 ações de promoção e prevenção em Saúde”, alusiva ao Centenário de Erechim.

Na oportunidade Luciana Grandene, Chefe do Serviço de Vigilância Epidemiológica e Tiago Mass, Fiscal Sanitário, ambos do Setor de Vigilância em Saúde, da SMS, repassaram aos profissionais os cuidados necessários nas práticas profissionais, transmissibilidade da doença, métodos de prevenção, esterilização, regras sanitárias e legislação vigente.

Presente no ato, o secretário de Saúde Jackson Arpini abriu os trabalhos chamando a atenção para a importância das orientações e informações com relação aos métodos preventivos no manuseio dos instrumentos de trabalhos, no sentido de evitar a transmissão da doença. “A adoção de medidas corretas e recomendadas são o melhor mecanismo de prevenção da doença nos ambientes de trabalho. Vocês estão de parabéns por terem aceito o convite para participar dessa iniciativa, que visa repassar orientações corretas aos profissionais”.

Em suas ponderações, os palestrantes destacaram a importância do cuidar da higiene dos instrumentos de trabalho, sendo esta uma das tarefas mais importantes de qualquer profissional que trabalha com estética.

“Com uma conduta adequada para os processos de limpeza, desinfecção e esterilização dos instrumentos de trabalho, pode-se evitar doenças como as Hepatites B e C e AIDS”, alertaram. 

No que se refere a prevenção, ressaltaram que a vacinação contra a Hepatite B é uma das medidas mais importantes para a prevenção, tendo eficácia de 90 a 95%.

“É gratuita e disponível na rede pública para menores de 29 anos para manicures, podólogos, tatuadores, barbeiros, bombeiros, policiais, profissionais da saúde, doadores de sangue, usuários de drogas, profissionais do sexo, portadores de Hepatite C e pessoas que convivem com HIV/AIDS, entre outros”, lembram.

Limpeza dos materiais

“Para limpar basta água, sabão e detergente. Entre outros cuidados estão os equipamentos e mobiliários como cadeiras, armários, macas e colchões que deverão ser revestidos de material impermeável e resistente, de fácil limpeza. As roupas limpas devem ser guardadas em local limpo e seco e substituídos a cada cliente”.

É de extrema importância, alertam, a esterilização dos artigos de metal cortantes ou perfurocortantes, como alicates, tesouras, curetas e piercings. “Todos os materiais devem ser estocados em local fechado, limpo e seco. Os artigos devem permanecer na embalagem até o momento do uso e a embalagem deve ser aberta na frente do cliente”, finalizam.

Comentários estão fechados.