Com a pandemia, hospital Santa Terezinha e Caridade amargam prejuízos

Durante a semana realizamos um debate sobre a saúde financeira dos hospitais de Erechim, com a participação do Diretor Executivo da Fundação Hospitalar Santa Terezinha, Hélio Bianchi e superintende-geral do Hospital de Caridade de Erechim, Claudiomiro Carus.

Os relatos são preocupantes: “Nós tivemos uma queda nas receitas acima de 25%, com isso, tivemos que fazer alguns cortes e suspender contratos de trabalho. Estamos fazendo de tudo para manter as portas abertas”, disse Carus.

Já no Hospital Santa Terezinha, desde o início da pandemia do novo coronavírus o prejuízo é de R$ 2,5 milhões. “Como somos hospital público, é proibido fazer demissões. Sendo assim, acumulamos dívidas e vivemos buscando novas alternativas”, salientou Bianchi.

Por Egidio Lazzarotto

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais