Emoção e alegria marcam encontro entre bailarinas e pacientes com câncer e deficientes físicos de Erechim

Atividade foi desenvolvida na Uri e contou com a participação da Dançar e Sonhar Escola Dança

Uma tarde de emoção e dança. Nesta quinta-feira, 29, a Dançar e Sonhar Escola de Dança juntamente com estudantes do curso de Fisioterapia da URI – Campus Erechim (turma 2015) realizaram o encerramento de duas disciplinas com atividades voltadas a pacientes com câncer, cadeirantes e deficientes visuais.

O evento encerrou as disciplinas de Fisioterapia aplicada a oncologia e Fisioterapia em distúrbios vasculares. Acompanhadas da professora Ana Lucia Bernardo Carvalho Morsch as bailarinas da escola levaram um pouco de alegria e diversão aos pacientes. Além das apresentações, as alunas da Dançar e Sonhar realizaram uma dinâmica com os presentes. “Foi uma tarde linda e emocionante. Para nós da Dançar e Sonhar participar de atividades como essas só valorizam nosso espirito de solidariedade. Afinal de contas a nossa escola conta com o apoio de muitos parceiros, e, desta forma, podemos retribuir toda ajuda que sempre recebemos”, explica a diretora da Dançar e Sonhar, Vanessa Carrion.

“Limitação não é motivos para impedimentos”

“Limitação não é motivos para impedimentos”. Com essas palavras a professora de dança e também sócia da escola, Jordana Sperry destaca a importância de as bailarinas entenderem as dificuldades de quem tem alguma deficiência. “Nossa participação no evento é algo tão simples, mas deixa muitas pessoas que passam por momentos difíceis felizes e com muita esperança. É maravilhoso levar a arte do movimento nessas ações, ver o brilho no olhar e sorriso no rosto não tem preço”, pondera emocionada.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais