Brasileiros lançam carro elétrico que pode ser carregado na tomada de casa

O Brasil terá um carro elétrico 100% nacional vendido a preço popular entre 2019 e 2020. Essa é a previsão de uma startup de Santa Catarina desenvolvedora do veículo batizado de Li

Veículo elétrico Li, da empresa Mobilis, de Santa Catarina. (Foto Ivor Braga)

Em entrevista à Sputnik Brasil, o diretor comercial da empresa Mobilis, Érico dos Reis, ressalta que o veículo pode ser carregado em casa e deve gerar uma economia de até R$ 15 mil por ano ao proprietário.

“O nosso veículo foi projetado para a rua, para o uso diário. Ele é um carro projetado para ser usado na cidade e foi desenhado para não depender de uma infraestrutura de carregamento elétrico. Pode ser carregado em qualquer tomada, na residência da pessoa, muito semelhante a um celular. Ele gera uma economia de R$ 12 mil a 15 mil por ano, quando comparado a um veículo de combustão”, afirma o engenheiro.

Atualmente, o carro é comercializado para uso como veículo de vizinhança, para circulação em condomínios e indústrias, por R$ 55 mil. A versão para uso em vias urbanas ainda aguarda a homologação do Contran e do Ibama. A empresa estima que cada unidade para vias urbanas deve ser comercializada por um valor entre R$ 65 mil e 69 mil.

O carro, de 2,67 metros de comprimento e 1,59 de altura, tem capacidade para duas pessoas. O veículo utiliza bateria de lítio, que garante maior autonomia quando comparado a outros semelhantes importados da China e dos Estados Unidos. A bateria do Li tem uma vida útil de mais de 10 anos, enquanto a dos demais tem de apenas 3 anos.

Além disso, o carro, que vem sendo desenvolvido há três anos pela startup, traz diversas inovações no que tange à interface com o usuário. O diretor da Mobilis conta que os motoristas darão partida nos carros através de um login.

“Diferente de um veículo regular em que você dá partida com uma chave mecânica, no nosso [Li] é um cartão FRD, onde cada pessoa fará um login no veículo, que vai nos permitir saber as necessidades desse usuário, como ele está dirigindo e o perfil de uso. Dessa maneira, a gente consegue determinar o melhor momento de manutenção do veículo”, destaca Érico dos Reis, lembrando ainda que o carro possui um sistema de manutenção online conectado com a fábrica.

FONTE: Sputnik Brasil 

 

Comentários estão fechados.