Presídio de Erechim terá modelo definido por consórcio

Deputado Paparico Bacchi recebeu a confirmação do secretário da Administração Penitenciária Estadual

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Um consórcio formado por cinco empresas venceu a licitação para estruturar o modelo de parceria pública privada (PPP) que será aplicado na construção do novo presídio de Erechim. A informação é do deputado Paparico Bacchi (PL), que recebeu ofício do secretário da Administração Penitenciária Estadual. No documento, Cesar Faccioli, relata que a etapa inicial do processo coordenado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), foi concluída e aguarda homologação do processo licitatório.

Avanço importante

“É um grande avanço para esta importante demanda da comunidade de Erechim e região do Alto Uruguai”, avalia o líder da bancada do Partido Liberal na Assembleia Legislativa. No contato com o secretário, Paparico Bacchi também foi informado que prazo para conclusão do estudo é de 12 meses e que a licitação do projeto de engenharia só deverá ocorrer após ser definido o modelo da PPP.

O mesmo procedimento será adotado para definir a área onde o presídio. A Secretária da Administração Penitenciária Estadual ressalta que sobre este assunto o diálogo será permanente com a administração municipal de Erechim.

Força política

Em 2019, o líder da bancada do Partido Liberal na Assembleia Legislativa, articulou agenda coletiva que mobilizou deputados, prefeitos, vereadores, juízes, promotores, lideranças empresariais e comunitárias. O encontro ocorreu no Centro Administrativo de Segurança Pública, em Porto Alegre, oportunidade em que o secretário assumiu o compromisso de acelerar o trâmite burocrático para viabilizar a construção de uma nova unidade prisional na região do Alto Uruguai.

Mão de obra prisional

De acordo com o pregão eletrônico nº 13/2020, publicado pelo BNDES no mês de maio o governo do Rio Grande do Sul manifestou interesse de construir em Erechim, uma penitenciária de segurança média com capacidade total para até 1.125 presos do sexo masculino.

O novo presídio está inserido na Política de Fomento aos Sistemas Prisionais, coordenado pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), órgão vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública. As diretrizes gerais programa concentram ações de cidadania, educação e trabalho para a população carcerária. A Secretaria Estadual da Administração Penitenciária Estadual informou que a meta é ocupar 100% da oferta de mão de obra dos detentos e estimular a capacitação e reinserção social dos apenados, observando a realidade local e regional.

Por Assessoria Deputado Paparico/Foto: Antonio Grzybowski/Arquivo

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais