Acidentes de trânsito não param na região

Às vezes é necessário abordar diversas vezes alguns assuntos e ao mesmo tempo, torcer para que eles causem algum efeito positivo, por isso escrevo mais um texto focando nos acidentes de trânsito. Entre o domingo (24) e a quarta-feira (27) foram registrados pelo menos nove acidentes, que deixaram 10 pessoas feridas e uma vítima fatal. A maioria dos casos se concentrou na área urbana de Erechim e o restante em rodovias do Alto Uruguai. Na semana anterior, ou nas outras, não foi muito diferente.

Temos um bom número de ruas e rodovias esburacadas, mal sinalizadas, cruzamentos perigosos, pistas desniveladas, mas não é preciso ser especialista para perceber que a grande maioria dos acidentes acontece pela imprudência: o pedestre que surge de repente na rua, cruza a via na diagonal e de costas para o fluxo, atravessa olhando para o celular, a alta velocidade dos veículos, a entrada sem maiores cuidados em cruzamentos, as conversões e saídas do estacionamento sem uma atenção maior para os pontos cegos, o dirigir falando ao celular e ainda em velocidade incompatível com uma manobra de emergência, circular “colado” à traseira do veículo da frente, entre outros. Levando em conta que a imprudência é uma das principais causas de acidentes, se faz necessário que pedestres e condutores reflitam sobre seu comportamento no trânsito e a importância de preservar a própria vida e de terceiros.

Por Alan Dias 

 

Comentários estão fechados.