Centenário promove oficina com grupos de coluna

Os exercícios são um excelente aliado na prevenção de dor na coluna. A realização de exercícios de fortalecimento muscular, alongamento, equilíbrio, exercícios respiratórios auxiliam na prevenção de dores na coluna. E sabendo disso, a prefeitura de Centenário, por meio da Secretaria Municipal de Saúde está oferecendo de forma gratuita para a população seções semanais de exercícios. O trabalho iniciou em 2018, com apenas uma turma, mas pelo projeto estar trazendo resultados muito positivos, o poder público municipal optou em ampliar o serviço em 2019, oferecendo agora o método Pilates ampliando para três grupos de atendimento.

Duas fisioterapeutas desenvolvem o projeto, Juliana Petyk e Elaine Paris. Elas explicam que as atividades iniciaram em 2018 com uma turma de 10 participantes e uma duração de quatro meses. O foco inicial do projeto é atender homens e mulheres entre 40 e 60 anos, sendo que a demanda pelo trabalho tem sido tão grande que para 2019 foi necessário ampliar o número de turmas.

Juliana Petyk comenta que o objetivo do trabalho é melhorar problemas na coluna, com a redução das dores, melhoramento da postura e fazendo exercícios específicos, o que traz uma melhora na qualidade de vida. Elaine Paris acrescenta que a ideia surgiu depois que foi constatado que 90% das pessoas que eram atendidas pelo setor de fisioterapia da Unidade Básica de Saúde relatavam dores na coluna. Assim surgiu a essa necessidade, visto que, muitos usuários do serviço trabalham na agricultura e com trabalhos repetitivos.

O secretário de Saúde de Centenário, Aroldo José Borges Flores, destaca que muitos usuários do serviço estavam duas ou três vezes por semana na Unidade Básica de Saúde reclamando de dores no corpo, principalmente nas costas, e que após iniciar o trabalho nos grupos estas pessoas não estão mais indo na UBS para procurar atendimento. “Para nós isso é um indicativo de que está sendo muito bom para o paciente, que parou de sentir tantas dores, e também para o município, que aliviou a demanda no serviço de saúde pública”, comentou ele.

Benefício que proporciona mais qualidade de vida

Uma das usuárias do serviço é Leocádia May de 54 anos, que relata que iniciou as aulas com a turma em 2018, na primeira vez que o serviço foi oferecido pela prefeitura. Ela conta que desde o ano passado melhorou sua qualidade de vida “Eu ia com frequência ao médico, e precisava de medicação para a dor na coluna. Antes de iniciar o grupo não conseguia sequer varrer a casa, mas depois que comecei a frequentar o grupo, consigo realizar os trabalhos em casa de forma normal sem sentir dor. Os exercícios melhoraram muito a minha qualidade de vida, inclusive os exercícios que desenvolvemos durante as sessões, faço também em casa, e isso me ajuda muito”, disse ela.

Na última sessão de cada turma acontece uma atividade interativa com todos os participantes, com o objetivo de motivar os usuários do serviço a seguirem agindo de forma preventiva e participando dos programas oferecidos pela prefeitura.

Interessados em participar das turmas de Pilates precisam ter entre 40 e 60 anos, apresentando exames médicos que comprovem o problema na coluna. Os atendimentos acontecem semanalmente na antiga CRT.

 

Comentários estão fechados.