Arpini aborda “Tecnologia: dos registros manuais a informatização” no I Fórum de Cidades Digitais

O cirurgião dentista, Jackson Arpini, integrante da Direção do Banco de Sangue do Alto Uruguai Gaúcho e ex-administrador judicial da entidade, participou nessa quinta-feira, 30, do I Fórum de Cidades Digitais do Alto Uruguai.

Durante o evento o profissional abordou o tema “Tecnologia: dos registros manuais a informatização”, referente a todos os processos de trabalho da unidade hemoterápica que foram informatizados.

Abordou sobre o Sistema Hemovida Web, cedido pelo Ministério da Saúde, que oportunizou conquistas, benefícios e funcionalidades. Ressaltou os inúmeros avanços com a informatização dos processos, desde a recepção até o abastecimento final, que trouxeram agilidade, qualidade, rastreabilidade, segurança, inserção na hemorrede, interlocuçao on-line, banco de dados, relatórios, entre tantas outras.

Enalteceu a relevância do aprimoramento da gestão para a tomada de decisões, através do gerenciamento das informações oriundas das ferramentas de informatização.

” A tecnologia é um caminho ascendente e sem ponto de chegada”, pontuou Arpini.

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais