Arpini aborda “Tecnologia: dos registros manuais a informatização” no I Fórum de Cidades Digitais

O cirurgião dentista, Jackson Arpini, integrante da Direção do Banco de Sangue do Alto Uruguai Gaúcho e ex-administrador judicial da entidade, participou nessa quinta-feira, 30, do I Fórum de Cidades Digitais do Alto Uruguai.

Durante o evento o profissional abordou o tema “Tecnologia: dos registros manuais a informatização”, referente a todos os processos de trabalho da unidade hemoterápica que foram informatizados.

Abordou sobre o Sistema Hemovida Web, cedido pelo Ministério da Saúde, que oportunizou conquistas, benefícios e funcionalidades. Ressaltou os inúmeros avanços com a informatização dos processos, desde a recepção até o abastecimento final, que trouxeram agilidade, qualidade, rastreabilidade, segurança, inserção na hemorrede, interlocuçao on-line, banco de dados, relatórios, entre tantas outras.

Enalteceu a relevância do aprimoramento da gestão para a tomada de decisões, através do gerenciamento das informações oriundas das ferramentas de informatização.

” A tecnologia é um caminho ascendente e sem ponto de chegada”, pontuou Arpini.

 

Comentários estão fechados.