Sindivest e APL Polovest prestam contas ao município e parcerias

No final da tarde desta terça-feira, 29, tendo como local o Centro Tecnológico – APL Polovest, ocorreu a prestação de contas do mesmo, juntamente com o Sindicato das Indústrias do Vestuário do Alto Uruguai (Sindivest), ao município e entidades parceiras dentro do grande projeto que tem se tornado referência para a região do Alto Uruguai e o resto do Estado.

Como o tema “Evoluindo, Integrando e Prestando Contas” a atividade teve como público alvo a classe empresarial, profissionais moda, entidades, instituições de ensino e comunidade em geral.

Na oportunidade, a presença do Chefe de gabinete do prefeito, Roberto Fabiani, o presidente do Sindivest Evaldo Anziliero, secretário de Desenvolvimento Econômico Altemir Barp, Arlei Cavaletti, presidente da CDL, Fábio Vendrusculo, presidente da ACCIE, diretor da Incubadora Tecnológica e demais convidados.

Nas manifestações, Roberto Fabiani destacou a importância da aquisição da máquina de corte que trouxe uma nova era para a indústria têxtil da região do Alto Uruguai. Também pontuou a participação do município em ações com esta que vem fomentar novas ideias. “É uma grande satisfação sermos parceiros de uma iniciativa como esta”.

Altemir Barp, que também estava representando a AMAU, destacou que, quando o assunto são projetos como o da máquina de corte, aumenta ainda mais a sua satisfação em ver que as empresas locais e da região estão tendo ganhos positivos. “Com a máquina de corte o setor do vestuário de hoje é bem diferente no que conhecíamos num passado bem próximo. Nossa região precisa se desenvolver e nós, como Poder Público, somos parceiros de todos os segmentos da sociedade, pois o desenvolvimento vem através da inovação tecnológica”.

Anziliero, por sua vez, pautou sobre os projetos APL Polovest 2018, numa espécie de prestação de contas de tudo o que foi feito. Hoje, garante ele, a maioria das empresas ainda usam a máquina de corte manual, mas com a máquina de corte há ganhos significativos, como a maior eficiência e a qualidade nos cortes dos tecidos.

De acordo com o presidente, o Sindivest – Polovest usa três pilares que são os Valores, ou seja, sustentabilidade financeira, social e ambiental, integração, transparência e inovação. Tem a Missão de promover o desenvolvimento do setor de moda e vestuário através da inovação e sustentabilidade e a Visão, que é atingir a sustentabilidade financeira e ser reconhecida como agente de desenvolvimento regional no setor de moda e vestuário.

Também elencou todos os parceiros, pontuando que Erechim está em uma região do Estado que tem, potencialmente, o reconhecimento no desenvolvimento de uma APL e o seu funcionamento. “Atualmente diversas empresas do Alto Uruguai já conhecem a tecnologia disponível no Centro Tecnológico, como já participaram de palestras e cursos promovidos para a classe empresarial e funcionários das empresas”.

“O Centro Tecnológico presta atendimento diário para as pessoas que buscam oportunidades de capacitação, preenchimento de currículos e indicação para vagas de emprego para as indústrias. Também ocorreu a capacitação de 40 pessoas em três cursos de costura básica individual, além do mapeamento de 15 empresas para a coleta e triagem de resíduos têxtil”, destacou.

Ainda na oportunidade foram focadas as ações e metas até o ano de 2024, como iniciar a visão para que se possa transformar o município de Erechim num grande centro tecnológico da linha têxtil. “Hoje percebe-se uma reação mais positiva do mercado para que possamos transformar a região em um grande polo”, destacou a equipe de trabalho do Sindivest.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais