Secretaria de Saúde recebe posicionamento do MS sobre Mais Médicos

A Secretaria de Saúde recebeu comunicado do Programa Mais Médicos, do Ministério da Saúde (MS), através da Carta Circular nº 70/2018, com relação à substituição do médico cubano, face ao rompimento do contrato do Ministério de Saúde de Cuba com o governo brasileiro.  A cidade de Erechim possuía três profissionais do Programa: um brasileiro, um venezuelano e um cubano. Com o rompimento da parceria, um profissional que exercia suas funções nas unidades básicas de saúde (UBS), numa carga horária de 8 horas/dia e, especificamente, na Atenção Básica, foi desligado.

O Ministério da Saúde lançou edital para seleção de aproximadamente 8.500 profissionais médicos formados em instituição superior nacional, para suprir a lacuna deixada pelos médicos cubanos que atuavam em todos os estados da federação. Com a finalização do processo seletivo (edital), algumas regiões foram comunicadas da substituição. Erechim já recebeu informação do órgão ministerial de que uma médica foi selecionada para a vaga.

Segundo o documento, o profissional tem até o dia 14 de dezembro para se apresentar ao Município, com os respectivos documentos obrigatórios, para validação da alocação do profissional médico.   Para o Secretário de Saúde, Jackson Arpini, a Pasta tem adotado todas as medidas cabíveis para evitar prejuízos nos atendimentos: “Estamos entrando em contato para agilizar a vinda da profissional e, paralelamente, enviamos para apreciação legislativa a contratação emergencial de profissional médico, caso a substituição não aconteça em tempo satisfatório ou surjam entraves documentais, tudo com o propósito de não prejudicar o andamento dos trabalhos”.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais