Lançamento de livros marca, na história, a 20ª Feira do Livro

Em um momento regado de muita emoção, satisfação e a certeza de que a história da cultura do município ficará marcada para sempre, a 20ª Feira do Livro recebeu escritores, familiares, amigos e convidados, na noite desta quarta-feira, 28, para o lançamento de obras da Academia Erechinense de Letras, com sessão de autógrafos de seus acadêmicos.

Numa realização do município de Erechim, através da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, com apoio cultural da Edelbra, Instituto Jaci De Lazzari, Sindilojas, CDL, Fecomércio RS, SESC, Senac, Unimed e Academia Erechinense de Letras, o evento tem congregado a comunidade local através de uma série de atividades que são realizadas desde a abertura dos trabalhos que iniciaram no último dia 26 e finalizam no domingo, 2.

Iniciando as atividades, que aconteceu após as apresentações artísticas, a presidente da Academia Erechinense de Letras, Helena Confortin destacou a sua satisfação por estar presente em uma noite inesquecível para o município de Erechim, pelo lançamento de 22 obras dos mais diferentes autores.

“Este é um resultado de um trabalho de dois anos, onde vários projetos foram desenvolvidos. São 22 livros lançados em uma única noite, momento ímpar, mágico e de um resultado cultural de extrema importância para a população”.

Em sua manifestação, o homenageado da Feira, Jaci De Lazzari, ao saudar todos os autores, colocou o evento como especial para a história de Erechim, momento em que pontuou que o município mostrou que tem conhecimento ao realizar um evento à altura dos realizados pelo resto do mundo. “Um momento que encanta a todos, pois é plantada uma semente onde coloca Erechim como o segundo maior no Estado em feira de livro. O próximo será muito mais grandioso, pois não temos medo de enfrentar os desafios. Temos uma cidade com grande capacidade intelectual”.

O patrono desta edição, Elídio Scaranto destacou a sua alegria por uma Feira de tamanha importância para a cidade, como a satisfação de ser o patrono desta edição que marca o município de Erechim pelo arrojo e iniciativa.

A secretária de Educação Vanir Bombardelli destacou que Erechim merecia este presente nas comemorações de seus 100 anos de emancipação político administrativo. “É gratificante ter uma cidade como Erechim, pois buscamos nos aperfeiçoar a cada dia onde cada um faz a sua parte. O melhor presente que um pai dever dar ao filho é o conhecimento”.

Por fim, o prefeito Luiz Francisco Schmidt destacou a noite como de homenagem e gratidão, de presentear a comunidade com páginas de sabedoria. Citou nomes de pessoas que fizeram a sua e a história de Erechim, a exemplo de Jaci De Lazzari, mentor dos lançamentos dos 22 livros lançados, como da Feira voltar para a rua. “Escrever um livro é como o trabalho de um tecelão, pois nenhum assunto nunca estará esgotado. Não podemos nos fechar nas ideias”. Após as manifestações, os escritores participaram da sessão de autógrafos.

Comentários estão fechados.