Sessão Especial emociona e resgata os 35 anos da Escola Estadual de Ensino Fundamental Bela Vista

71

Numa proposição da vereadora oradora, Sandra Picoli, a Câmara Municipal de Vereadores realizou na noite da última segunda, a Sessão Especial que regatou a história da Escola Estadual de Ensino Fundamental Bela Vista. Um momento ímpar para a direção, professores, alunos e pais presentes no Plenário da Casa.

“Uma grande oportunidade em que resgatamos os 35 anos de fundação e formação de crianças e jovens de nosso município. Um momento de grande significado para quem acompanha esta história. Uma noite gloriosa, com toda a certeza”, iniciou os trabalhos, momento em que destacou a presença de Silvana Dezordi, esta que solicitou a parlamentar da possibilidade da realização da sessão como forma de homenagem a escola.

A Escola de Ensino Fundamental Bela Vista localizada no bairro que leva o mesmo nome, surgiu devido ao crescimento populacional da comunidade, facilitando assim o acesso à educação.

Na época de sua fundação, o então prefeito Elói João Zanella, juntamente com o então Delegado de Educação Armando Grando, o ex-deputado Federal Firmino Girardello e toda comunidade do bairro, muito contribuíram para a construção do educandário.

A escola foi criada no dia 14 de novembro de 1979 e teve a sua inauguração no dia 30 de outubro de 1982. As atividades docentes foram iniciadas no dia 01 de março de 1983.

No inicio das atividades, a escola funcionava em dois turnos (manhã e tarde) com um total de 672 alunos de 1ª a 8ª série. A primeira diretora da escola foi a professora Terezinha Piaia. Em 1989, assumiu o professor Edgar José Vanz; em 2000, assumiu a professora Marli Guth Benincá; em 2004, assumiu a professora Rosmari Benazzi, em 2007 assumiu a professora Roselaine Terezinha Petzhold Orso e, a partir de janeiro de 2016, assumiu a professora Eliana Salete de Almeida Neumann.

A Escola Bela Vista tem como área de abrangência o próprio bairro Bela Vista bem como os bairros próximos: a COHAB JK, Fátima, Linho

Estevam Carraro e Morada do Sol. Além destes, recebem alunos do Bairro Atlântico, Progresso, Centro e alunos de outras cidades. No caso do EJA e esporadicamente atende também alunos circenses.

“Não tem apenas o seu papel de auxiliar e completar ao longo dos anos a aprendizagem e a troca de conhecimentos, mas também agrega o ensinamento de valores e, porque não citar até a efetividade que tantas vezes as crianças e adolescentes procuram e precisam”, garante.

Atualmente a Escola funciona nos turnos da manhã e da tarde, oferecendo Ensino Fundamental regular, além de atendimento em salas de recursos; e, da noite, Educação de Jovens e Adultos (EJA, Ensino Fundamental séries finais). Possui um total de 319 alunos matriculados e conta com um corpo docente de 31 professores e 07 funcionários.

“Destacamos como práticas inclusivas desenvolvidas na escola, na tentativa de oferecer soluções e minimizar problemas, a oferta de duas salas de recursos, a participação de estagiários da Universidade Regional Integrada, com projetos relacionados à saúde e psicologia escolar, além do PROERD, com alunos do 5º ano, PIBID, PSE e o projeto Agro Floresta em parceria com a universidade”.

A Escola também está aberta para o desenvolvimento de outras praticas pedagógicas provenientes de alunos das instituições de nível superior da região. Quanto ao aspecto físico, a escola está instalada numa área de 18.900m², possuindo 1.975m² de área construída. Compreendendo cinco blocos isolados.

Possui uma quadra de esportes de pavimentação asfáltica, uma área coberta com piso e amplo pátio arborizado, jardins e calçadas concretadas, campo de futebol com grama, horta e agro floresta com mudas de arvores nativas e frutíferas. Existem também na área da escola destinada a um policial residente.

A biblioteca escolar constitui-se em um centro de estudo, consulta e leituras para a comunidade escolar, oportunizando também aos professores e alunos o enriquecimento do processo ensino-aprendizagem, tendo como responsável uma professora e um funcionário.

O laboratório de ciências tem por finalidade auxiliar na construção de conceitos científicos, dentro de uma proposta pedagógica que alia

reflexão e ação nas atividades praticas de ciências físicas e biológicas. O serviço de audiovisual subsidia e complementa as atividades do processo ensino-aprendizagem e está a cargo de cada professor que fizer uso.

Quanto à acessibilidade, possuí rampas na entrada da escola e nos dois pavilhões de sala de aula e um banheiro com acessibilidade no pavilhão administrativo. A filosofia da escola é: “Educação para a vida: aprendendo ser, viver e agir em comunidade”.

“Uma história, uma caminhada, vários resultados e os resultados são os melhores possíveis quando se vê homens e mulheres que passaram pelo educandário e estão dando a sua participação na construção de nossa cidade”, finaliza.

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.