Sem chances para novos tropeços, Ypiranga recebe o Cuiabá

O Ypiranga inicia neste final de semana um campeonato à parte com o Tupi, pela Série C do brasileiro. Apesar de o calendário marcar o encontro entre as duas equipes somente na última rodada, as duas próxima poderão ser decisivas para gaúchos e mineiros. Neste domingo, 29 de julho, às 15h30min, o Canarinho recebe o Cuiabá, pela décima sexta rodada da Série C, no estádio Colosso da Lagoa. A vitória não é mais questão de opção, mas sim uma obrigação para quem quer escapar do rebaixamento. Apesar de estar classificado para as quartas de final, o time mato-grossense vem para Erechim com o objetivo recuperar os pontos perdidos para o Ypiranga no primeiro turno e tentar se firmar na vice-liderança de Grupo B.

Nas próximas três rodadas estarão em disputa nove pontos. Para evitar o rebaixamento e não depender de nenhum resultado paralelo, o Ypiranga precisa fazer seis, ou seja, vencer os dois jogos que ainda restam em casa. Partindo do princípio de que o Joinville já está rebaixado, a briga direta do Canarinho para evitar o descenso é com o Tupi. A equipe mineira está na zona de rebaixamento e dois pontos atrás do time de Márcio Nunes. Nas próximas rodadas, antes do encontro entre os dois clubes, o Ypiranga joga uma partida em casa e outra fora. Já o Tupi tem dois compromissos em casa, sendo que um deles é contra o praticamente rebaixado Joinville.

Em um exercício de futurologia, não consigo prever duas vitória do Canarinho em sequência. Acredito que o clube verde-amarelo vence o Cuiabá e perde para o Botafogo, em Ribeirão Preto. Já o Tupi, acredito que vença o JEC e empate com o Volta Redonda. Se isso acontecer, o Ypiranga chega à última rodada do certame nacional precisando apenas não perder o confronto direto com os mineiros para evitar a queda para Série D. No pior dos cenários, desde que vença a partida contra o Cuiabá, chegaria à última rodada dependendo apenas de si para evitar o rebaixamento. E depender de si é o maior perigo do Ypiranga nesta Série C.

Os números comprovam

O aproveitamento do Ypiranga em 2018 é de 47%. Rendimento baixo para uma equipe que tinha pretensões nesta temporada. Na Divisão de Acesso, aonde o clube chegou até a semifinal da competição, o aproveitamento foi de 57%. Por outro lado, na Série C do brasileiro a porcentagem despenca para 35% em 15 jogos disputados.

Estes números mostram que o grupo do Ypiranga era suficiente para disputar a Divisão de Acesso e brigar por uma vaga na elite do futebol gaúcho, no entanto, para disputar o certame nacional era insuficiente.

Copinha

A direção do Ypiranga confirmou a participação na Copinha, com o objetivo de buscar uma vaga na Copa do Brasil do próximo ano. A decisão de participar foi acertada, uma vez que, o nível técnico da Copinha é baixo e a possibilidade de alcançar o objetivo é real. No entanto, acredito que após o termino da Série C, a direção deverá promover algumas dispensas.

Tárik de saída

Um dos destaques do Ypiranga na temporada 2018, o volante Tárik, 25 anos, deverá deixar o clube nos próximos dias. Segundo uma fonte informou à coluna, o jogador vem há meses recebendo sondagens de clubes brasileiros e do exterior. Apesar de ter recebido uma boa proposta para atuar em um clube que disputa a Série B do brasileiro, o destino do jogador deverá ser mesmo o futebol do exterior. Esta mesma fonte destacou que um dos possíveis destinos de Tárik é o futebol grego. A confirmação da saída do jogador deve ocorrer nos próximos dias. Aliás, o volante já teve passagens pelo futebol japonês e indonésio.

Por Fabio Lazzarotto

Comentários estão fechados.