CEJA Erechim realiza sábado letivo em alusão ao Dia Nacional da Consciência Negra

36

O Centro Municipal de Educação de Jovens e Adultos (CEJA Erechim), realizou no dia 18 um sábado letivo, com bate-papo sobre o Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado no dia 20 de novembro.

A orientadora foi a psicóloga Monique Milkiewicz Rosset, especialista em Gestão Estratégica de Pessoas e no atendimento de dependentes químicos, integrante do Movimento Étnico dos Negros de Erechim (Mene), e que foi a Princesa Nativa da XII Frinape, em 2008.

Monique compartilhou com os estudantes, docentes e equipe diretiva sua trajetória como militante do movimento negro. Falou a respeito da representatividade dos negros entre as princesas étnicas da maior feira da indústria e do comércio de Erechim e relatou que essa foi uma conquista pleiteada pelo Mene, pois foi só na última edição do evento que a etnia negra contou com uma soberana, ficando nas edições anteriores vinculada à Princesa Nativa.

Monique também abordou, em uma perspectiva histórica, a presença do negro no Alto Uruguai e sua contribuição econômica e cultural para o desenvolvimento da região e as formas de mobilização desta comunidade, enfatizando as atividades do Clube 13 de Maio. Ela também estabeleceu relações com o contexto nacional, ressaltando a dívida histórica que temos hoje com o negro, depois de mais de três séculos de escravidão no país.

Na conversa, os estudantes também relataram situações em que presenciaram ou viveram a discriminação ou o preconceito e assim, o diálogo foi bastante produtivo, pois todos puderam perceber que em uma sociedade tão diversa e plural como a brasileira ainda existe o racismo.

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.