Moção de contrariedade ao desmonte do Sistema Único de Assistência Social

121

Vereadora Sandra Picoli, teve aprovada o envio de Moção de Contrariedade ao desmonte do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

“O orçamento para 2018 evidencia o desmonte do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e deixará à deriva milhões de famílias em todo o País. O previsto para a Assistência Social em 2018 é de R$ 385 milhões. Para se ter uma ideia de comparação, em 2010 o volume de recursos para a área era de 24,83 bilhões. Há atrasos de 1,3 bilhão no repasse a estados e municípios. Isso tudo significa, na prática, mais fome, desigualdade, pedintes e violência, principalmente nas grandes cidades”.

Sandra destaca que a Moção faz-se necessária, pois o SUAS atende 30 milhões de famílias com a rede de Proteção Social Básica e Especial. “São mais de 10 mil centros de referência básicos e especializados (CRAS, CREAS e Centros POP), além de cerca de 18 mil entidades e organizações de assistência social. Anualmente, mais de 1,9 milhão de famílias são acompanhadas, assistidas e apoiadas pelas equipes de referência. Quanto aos benefícios e transferência de renda, hoje são 4,2 milhões contemplados com o Benefício de Prestação Continuada (BPC) – sendo 2,4 milhões de pessoas com deficiência e 2 milhões de idosos – e 13,9 milhões de famílias inseridas no Bolsa Família”.

Há também milhares de famílias que recebem benefícios eventuais para suprir necessidades imediatas e urgentes. O SUAS conta com cerca de 600 mil trabalhadores em todo o território nacional. Não podemos deixar de contrariar certas atitudes governamentais, em um País ainda cheio de desigualdades.

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.