Emater e Copaal realizam oficina sobre Rastreabilidade Vegetal

A Emater/RS-Ascar, por meio do Escritório Municipal de Aratiba e da Unidade de Cooperativismo de Erechim, juntamente com a Cooperativa de Produção Agropecuária Aratiba Ltda (Copaal), realizou uma oficina sobre a implantação das normas de rastreabilidade, previstas na Instrução Normativa Conjunta, elaborada pelo Ministério da Agricultaria, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A oficina foi realizada nesta terça-feira (27/08), na sala de reuniões do Sutraf de Aratiba e tratou sobre a legislação que normatiza a rastreabilidade ao longo da cadeia produtiva de produtos vegetais fresco destinados à alimentação humana.

Participaram da atividade sócios da cooperativa que atuam na produção de hortifrutigranjeiros. A oficina integra um conjunto de ações do Programa Mais Gestão que é executado pela Emater/RS-Ascar por meio de um instrumento específico de parceria com a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater).

Durante a capacitação, o engenheiro agrônomo e extensionista rural do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Erechim, Cezar da Rosa, enfatizou que a rastreabilidade é o conjunto de procedimentos que permite detectar a origem e acompanhar a movimentação de um produto ao longo da cadeia produtiva, por intermédio de registros informativos. A obrigatoriedade da rastreabilidade é estabelecida pela Instrução Normativa Conjunta nº 2, do Mapa/Anvisa, de 7 de fevereiro de 2018 (INC n.º 2/2018), com alterações específicas no quadro do cronograma acrescentadas pela Instrução Normativa Conjunta nº 1, de 15 de abril de 2019 (INC n.º 1/2019).

O extensionista da Emater/RS-Ascar e integrante da Unidade de Cooperativismo de Erechim, Teilor Schmidt, apresentou os aspectos importantes da Normativa, destacando os prazos para o cumprimento. Também explicou os modelos de planilhas e relatórios que podem ser utilizados pelos agricultores. Na sequência, utilizando dados de uma determinada propriedade, apresentou o preenchimento do caderno de campo, registro de aplicações e relatório de comercialização, bem como a confecção das etiquetas que acompanharão os alimentos com as devidas informações.

O presidente da Copaal, Clamir Balem, ressaltou a importância do trabalho realizado em parceria entre Emater/RS-Ascar, Copaal e demais entidades locais, e colocou a cooperativa à disposição para apoiar na implantação da rastreabilidade nas propriedades de agricultores.

O desenvolvimento da atividade contou ainda com a participação e apoio do chefe do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar de Aratiba, engenheiro agrônomo Gilmar Luis Schardong.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais