Emater e Copaal realizam oficina sobre Rastreabilidade Vegetal

A Emater/RS-Ascar, por meio do Escritório Municipal de Aratiba e da Unidade de Cooperativismo de Erechim, juntamente com a Cooperativa de Produção Agropecuária Aratiba Ltda (Copaal), realizou uma oficina sobre a implantação das normas de rastreabilidade, previstas na Instrução Normativa Conjunta, elaborada pelo Ministério da Agricultaria, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A oficina foi realizada nesta terça-feira (27/08), na sala de reuniões do Sutraf de Aratiba e tratou sobre a legislação que normatiza a rastreabilidade ao longo da cadeia produtiva de produtos vegetais fresco destinados à alimentação humana.

Participaram da atividade sócios da cooperativa que atuam na produção de hortifrutigranjeiros. A oficina integra um conjunto de ações do Programa Mais Gestão que é executado pela Emater/RS-Ascar por meio de um instrumento específico de parceria com a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater).

Durante a capacitação, o engenheiro agrônomo e extensionista rural do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Erechim, Cezar da Rosa, enfatizou que a rastreabilidade é o conjunto de procedimentos que permite detectar a origem e acompanhar a movimentação de um produto ao longo da cadeia produtiva, por intermédio de registros informativos. A obrigatoriedade da rastreabilidade é estabelecida pela Instrução Normativa Conjunta nº 2, do Mapa/Anvisa, de 7 de fevereiro de 2018 (INC n.º 2/2018), com alterações específicas no quadro do cronograma acrescentadas pela Instrução Normativa Conjunta nº 1, de 15 de abril de 2019 (INC n.º 1/2019).

O extensionista da Emater/RS-Ascar e integrante da Unidade de Cooperativismo de Erechim, Teilor Schmidt, apresentou os aspectos importantes da Normativa, destacando os prazos para o cumprimento. Também explicou os modelos de planilhas e relatórios que podem ser utilizados pelos agricultores. Na sequência, utilizando dados de uma determinada propriedade, apresentou o preenchimento do caderno de campo, registro de aplicações e relatório de comercialização, bem como a confecção das etiquetas que acompanharão os alimentos com as devidas informações.

O presidente da Copaal, Clamir Balem, ressaltou a importância do trabalho realizado em parceria entre Emater/RS-Ascar, Copaal e demais entidades locais, e colocou a cooperativa à disposição para apoiar na implantação da rastreabilidade nas propriedades de agricultores.

O desenvolvimento da atividade contou ainda com a participação e apoio do chefe do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar de Aratiba, engenheiro agrônomo Gilmar Luis Schardong.

Comentários estão fechados.