COVID-19: Com leitos de UTI do HSF no limite, Concórdia poderá entrar no nível gravíssimo de risco com novas restrições

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Concórdia – O Município de Concórdia poderá entrar no risco gravíssimo – último considerado pelo setor de saúde em Santa Catarina – para determinar medidas mais restritivas referentes a população.

Os dados atualizados pelo Hospital São Francisco sobre internações de UTI revelam que as estatísticas do coronavírus pioraram devido a internação de pacientes que vem de cidades de fora da Associação dos Municípios do Alto Uruguai Catarinense.

O prefeito Rogério Pacheco e o secretário Municipal de Saúde, Geovani Bedin, estão preocupados com essa situação e o assunto já foi tema de discussão internamente na Comissão de Enfrentamento da Covid-19. De acordo com Bedin, a atualização do mapa de monitoramento ocorre nas quartas-feiras pelo Governo do Estado.

Se a Secretaria Estadual de Saúde levar em consideração o nível de pacientes internados no Hospital São Francisco, incluindo aqueles que vem de outras cidades do Estado, a AMAUC entrará em risco gravíssimo. Esse seria o último “nível”, ou seja, medidas restritivas seriam tomadas como por exemplo a suspensão do transporte público.

Atualmente Concórdia tem 16 leitos de UTI para a Covid-19. Desse total, 14 estão ocupados. O Hospital São Francisco teria condições de ampliar para 20 leitos, mas mesmo assim, a situação ficaria limitada.

Fonte: Atual FM

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais