Segundo Seminário de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa

Prefeitura promove o 2º Seminário de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa nesta sexta feira (28) a partir das 13h no Centro Cultural 25 de Julho. As inscrições são gratuitas e as vagas limitadas. O evento é organizado pelo Conselho Municipal dos Direitos do Idoso – Comid, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Dados da Agência Brasil publicados em junho de 2017 apontam que, um em cada seis idosos é vítima de algum tipo de violência em todo o mundo, conforme mostra relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) publicado na revista Lancet Global Health. Segundo o estudo, 16% das pessoas com mais de 60 anos sofreram algum tipo de abuso. Entre os casos, estão negligência e violência psicológica, física e sexual.

Os 52 estudos realizados em 28 países, indicam que a violência contra idosos está aumentando. Segundo a OMS, “para os 141 milhões de pessoas idosas no mundo que sofrem com o problema, isso tem um custo individual e coletivo sério.” A organização estima que, em 2050, o número de idosos vai dobrar, chegando a 2 milhões.

Conforme a Secretária de Assistência Social de Erechim Linir Zanella, o evento irá oportunizar a participação das pessoas nas palestras com renomados especialistas nessa área. Primeira palestra às 14h “O Afeto nas Relações Familiares: Aspectos Ético e Jurídicos com a Doutora em Direito Giana Lisa Zanardo Sartori. Segunda palestra: A Atuação da Defensoria Pública no Interesse dos Idosos com a Defensora Pública Marcélia Cominetti Favarin e a Terceira Palestra versará sobre o tema: Violência Contra a Pessoa Idosa: Visão e Ações da Coordenadoria Estadual da Saúde da Pessoa Idosa com a Psicóloga Joana Finkesltein Veras.

Para a Secretária Municipal a violência caracteriza-se como um problema de saúde pública, pois acarreta enorme impacto nos sistemas de saúde e previdenciário, e também segurança pública, refletindo de forma negativa na qualidade de vida do cidadão. Então, “é possível prevenir. É necessário superar”, diz Linir Zanella.

 

Comentários estão fechados.