Semana sem chuvas aumenta dificuldades no interior de Cruzaltense

A falta de chuvas que já motivou a decretação de Estado de Emergência no município de Cruzaltense aumentou ainda mais a preocupação nesta semana. Pelo menos 20% das famílias do interior do município  estão sem água e dependem dos caminhões pipa para abastecer os reservatórios.  Riachos secaram em várias comunidades e a vazão das fontes diminuiu bastante nas propriedades rurais. Dois poços artesianos que abasteciam as famílias e muitos açudes, de onde os agricultores tiravam água para os animais também secaram. Esta semana, outros dois poços artesianos reduziram muito a vazão. “A esperança é de que as chuvas comecem a se normalizar em abril, porque os prejuízos estão sendo muito grandes”, disse o prefeito, Kely José Longo.

A seca já causou um prejuízo estimado em R$ 14.725.810.00. Segundo dados da Emater o município contabiliza quebra de 18,98% na cultura de milho, 33,38% na cultura de soja, 20% na produção de feijão e 4,80% na produção de leite.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais