Secretaria de Obras avalia fluxo de projetos em 2018

Levantamento de dados realizado pela Secretaria Municipal de Obras Públicas e Habitação (Smoph), aponta que no ano de 2018 foram aprovados mais de 900 projetos através do Setor de Análise e Aprovação. No mesmo período, foram realizadas mais de 5.500 análises de Processos Administrativos diversos, dentre os quais solicitações de aprovações de residências, prédios, pavilhões, loteamentos, remembramentos, desmembramentos, inserções de medidas e certidões de zoneamento.

 

Constatou-se que o percentual de análises/reanálises ficou em aproximadamente 75% quando considerado o somatório destas e de aprovações. Situação ocasionada por questões diversas que afetam significativamente todo o processo. Problemas de documentações (licenciamento ambiental, bombeiros, matrículas, etc), plantas e planilhas incompletas, falta de assinaturas nas documentações, não atendimento às providências listadas no Processo Administrativo, dentre outros, impedem um melhor desempenho.

 

Um item importante, que a Pasta vem observando ser recorrente e ao qual solicita atenção, são os projetos apresentados em desconformidade com o Plano Diretor do Município. Muitos projetos são apresentados com índice de aproveitamento superado, taxa de ocupação superada, recuos insuficientes, altura superada, tipos de atividades não permitidas no local, etc.

 

O setor responsável pelo levantamento ainda ressalta que os projetos encaminhados para aprovação na Secretaria Obras Públicas e Habitação devem estar completos e em conformidade com o Plano Diretor, além de atentar para apresentação de toda a documentação necessária. Tais cuidados resultam em maior agilidade, diminuindo o retrabalho e, consequentemente, o tempo de espera nas aprovações.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais