Chuvas beneficiam lavouras de verão e pastagens

As chuvas ocorridas nos dias 24 e 25 de dezembro, variando de 40 a 110 milímetros, de forma desuniforme na região do Alto Uruguai, favoreceram as lavouras de verão, de acordo com informativo conjuntural do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Erechim.

As lavouras de milho estão com mais de 232 mil hectares semeadas para produção de grãos. A cultura está com 10% em fase de germinação e estado vegetativo, 30% em floração e 60% em enchimento de grãos, segundo levantamento da Emater. No grão, estimava-se produtividade de 8.160kg/ha, mas com a falta de chuva, na fase de enchimento do grão, estimam-se perdas de mais de 15% no milho até o momento.  Para silagem já estão plantados mais de 14 mil hectares, até o momento, 20% está em floração e 80% enchimento de grãos.

A semeadura das lavouras de soja já atingiu mais de 43 mil hectares, até o momento. A cultura está com 95% em desenvolvimento e 5% em floração. Os produtores estão iniciando o monitoramento de pragas nas lavouras assistidas para tratamento fúngicos.  As chuvas ocorridas nos últimos dias proporcionaram uma redução do estresse hídrico, melhorando o desenvolvimento das plantas.

O feijão, com área cultivada de 960 hectares, está com 40% em fase de floração, 50% em enchimento de grãos, 5% maduro por colher, 5% colhidos, produtividade esperada 1.800 kg/ha.

 

Situação da fruticultura

As frutas apresentam bom desenvolvimento e boa qualidade, de acordo com conjuntural do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Erechim. A uva, de cultivares Niágara branca e rosada, apresenta boa qualidade. A fruta esta sendo comercializada ao preço, em média, R$ 3,00/kg, diretamente ao consumidor. A maçã dos cultivares Eva e Princesa, preços em média de R$ 3,00/kg, diretamente dos agricultores. O morango, com grande produção e comercialização no período de Natal. A fruta está sendo comercializada, em média, de R$ 10,00 a 20,00/kg, em média.

 

Situação das criações

 

  • Apicultura: A semana foi favorável para atividade apícola. As colheitas realizadas até agora tiveram boa produtividade, de acordo com levantamento semanal da Emater. O mercado para o mel continua muito favorável. Na semana, o mel foi comercializado a R$ 15,00 o quilo, com preço se mantendo estável

 

  • Bovinocultura de leite: As chuvas registradas no final de semana deverá melhorar a qualidade das pastagens. O leite foi comercializado entre 0,65 e 1,30, média geral, de R$ 0,92 o litro.

 

  • Bovinocultura de corte: As expectativas são boas para a bovinocultura de corte. O consumo tem aumentado. As chuvas ocorridas são boas para as pastagens. A carne foi negociada a R$ 4,75 o quilo de boi em pé. Manteve-se o preço da semana anterior.

 

  • Piscicultura: As condições climáticas, com intensa luminosidade e muito calor, também favoreceram a piscicultura. O preço das carpas, espécie mais comercializada na região do Alto Uruguai, não teve alteração, permanecendo na faixa de R$ 4,00 a 7,00 R$/kg. Peço estável na semana.

 

  • Suinocultura: A atividade vive um momento de estabilidade. O custo de produção continua em patamares aceitáveis. O suíno foi comercializado 3,10 R$/kg. Produtores não integrados estão recebendo valores acima pelo kg do suíno. Mercado estável na semana.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais