Erechim vive a arte e a magia do Teatro a partir desta terça

Numa promoção do município de Erechim, através da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo, em parceria com o Instituto Estadual de Artes Cênicas, Fecomércio e SESC, a população de Erechim e região do Alto Uruguai passa a viver, a partir desta terça-feira, 28, a arte e a magia no palco do Centro Cultural 25 de Julho, com a realização do Festival de Teatro de Erechim – Âmbito Regional.

Iniciando as apresentações, a partir das 14h acontece o espetáculo adulto (14 anos) “Heranças de um Trauma” com o grupo Machecazzo, de Erechim, com direção de Camila Milena Matielo, seguido de debate às 15h30. Á noite, a partir das 19h acontece a cerimônia de abertura, tendo como espetáculo convidado “Thiltapes a caçada final”, espetáculo adulto – classificação livre, com direção de Carlos Alberto Klein de Dois Irmãos.

Na quarta-feira, 29, às 9h espetáculo adulto (12 anos) com a peça “Mulheres blá blá blá”, com o Grupo Aldeia Teatral tendo na direção Airton Fabro de Machadinho, seguido de debate às 10h. Às 14h30 tem o espetáculo infantil (4 a 15 anos) “Paulinho o Terrível” do grupo Aldeia Teatral de Machadinho, seguido de debate às 15h30. A partir das 17h30 tem Café com avaliador e às 19h30 espetáculo adulto (16 anos) “Maldita” com o grupo Sincrônicos de Rafael Hoss Teixeira de Erechim, seguido de debate às 20h30.

Quinta-feira, 30 tem o espetáculo adulto (16 anos) “Sou eu, sou ela, sou nós”, às 9h com o grupo Intrépidos e direção de Adriano Bortolassi de Erechim, seguido de debate às 10h. Á tarde, às 14h30, o espetáculo infantil (4 a 15 anos) “A revolta dos brinquedos” do grupo 19 de Março, direção de Fernando Rodrigues Chaves, de Paim Filho, seguido de debate às 15h. Ás 17h30 tem café com avaliador. Á noite, às 19h30 espetáculo adulto (classificação livre) “Morte por Encomenda” do grupo Companhia Magnifiqué, com direção de Diego Luís Pedroso da cidade de Campinas do Sul. Ás 20h15 tem o espetáculo convidado adulto (classificação livre) “Metade Cara, Metade Face” do Grupo de Teatro da ADAU com direção de Marizélia de Oliveira de Erechim, seguido de debate às 20h30.

Na sexta-feira, 31, os trabalhos iniciam com Oficina de Iluminação Cênica às 8h30, tendo como instrutor Everton W. Vieira, como público alvo grupos e comunidade em geral. As inscrições antecipadas devem ser feitas no Departamento de Cultura. Ás 14h30 tem o espetáculo infantil (classificação livre) “Um velho conto de Natal” do grupo Magnifiqué, com direção de Diego Luis Pedroso de Campinas do Sul, seguido de debate às 15h30. Ás 17h30 tem café com avaliador e à noite, a partir das 19h30 espetáculo adulto (14 anos) “Como matar um Playboy” do grupo Selenita, com direção de José Cláudio Passarini Grando de Maximiliano de Almeida, seguido de debate às 20h30.

Finalizando os trabalhos, no sábado, 01, ocorre a avaliação final às 9h. Á tarde, com início às 14h, tem a cerimônia de premiação, seguido de café com avaliador, atividade exclusiva para os grupos com participação mediante agendamento prévio.

Na avaliação do Festival, Antônio Carlos Brunet (Dunga), Fabio Castilhos Pires e Stella Bento (avaliadora e mediadora). Os ingressos são limitados à capacidade do local, gratuitamente e limitados em dois por pessoa, devendo ser retirado no Centro Cultural 25 de Julho ou no Departamento de Cultura, das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h. Os ingressos não distribuídos antecipadamente serão disponibilizados na hora do espetáculo. Os agendamentos somente podem ser feitos no Departamento de Cultura e retirada antecipada no Centro Cultural 25 de Julho ou no Departamento de Cultura das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h.

Comentários estão fechados.