Aratiba concede subsídio para suinocultores

Dentro da política de Incentivo à Suinocultura a prefeitura de Aratiba repassou na última sexta-feira, 24, os recursos do Programa de Subsídio à Biossegurança a 14 produtores de suínos que investiram no cercamento dos locais de produção. Os agricultores recebem 60% do valor com um teto de R$ 5 mil.

O prefeito, Guilherme Granzotto, destacou a importância dos investimentos que os suinocultores estão fazendo para se adequar às exigências dos órgãos de fiscalização e às normas de biossegurança. “Os incentivos que estamos dando beneficiam os suinocultores que estão se profissionalizando e também proporcionam retorno financeiro para o município e movimentam a economia”.

Segundo a Embrapa suínos e aves, para atender as normas de biossegurança o suinocultor deve cercar a área que abriga a granja, com tela de pelo menos 1,5m de altura para evitar o livre acesso de pessoas, veículos e outros animais. Essa cerca deve estar afastada a, pelo menos, 20m das instalações.

A biossegurança refere-se ao conjunto de normas e procedimentos destinados a evitar a entrada de agentes infecciosos (vírus, bactérias, fungos e parasitas) no rebanho, bem como controlar sua disseminação entre os diferentes setores ou grupos de animais dentro do sistema de produção.

Comentários estão fechados.