Aratiba concede subsídio para suinocultores

Dentro da política de Incentivo à Suinocultura a prefeitura de Aratiba repassou na última sexta-feira, 24, os recursos do Programa de Subsídio à Biossegurança a 14 produtores de suínos que investiram no cercamento dos locais de produção. Os agricultores recebem 60% do valor com um teto de R$ 5 mil.

O prefeito, Guilherme Granzotto, destacou a importância dos investimentos que os suinocultores estão fazendo para se adequar às exigências dos órgãos de fiscalização e às normas de biossegurança. “Os incentivos que estamos dando beneficiam os suinocultores que estão se profissionalizando e também proporcionam retorno financeiro para o município e movimentam a economia”.

Segundo a Embrapa suínos e aves, para atender as normas de biossegurança o suinocultor deve cercar a área que abriga a granja, com tela de pelo menos 1,5m de altura para evitar o livre acesso de pessoas, veículos e outros animais. Essa cerca deve estar afastada a, pelo menos, 20m das instalações.

A biossegurança refere-se ao conjunto de normas e procedimentos destinados a evitar a entrada de agentes infecciosos (vírus, bactérias, fungos e parasitas) no rebanho, bem como controlar sua disseminação entre os diferentes setores ou grupos de animais dentro do sistema de produção.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais