Seminário debate a Economia Criativa e novas oportunidades culturais

Dando continuidade aos trabalhos iniciados na tarde desta quinta-feira,26, no Plenário da Câmara Municipal de Vereadores, participantes do Seminário “Economia Criativa: Sistemas de Culturas, Inovação, Conexões e Inclusão Produtiva”, que acontece até este sábado, acompanharam a palestra de Neidmar Alves, da NRCA Consultoria, que teve como foco o tema do seminário.

O evento é uma realização da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo, em parceria com o Conselho Municipal de Políticas Culturais e contou com a presença de representante da Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul e do Ministério da Cultura – Regional Sul.

Como objetivo está em estimular, qualificar e capacitar profissionais artistas, produtores, grupos e coletivos culturais, terceiro setor, prestadores de serviços, profissionais liberais, gestores públicos, entidades culturais e educacionais, oferecendo aos participantes a oportunidade de ampliar visão e conceito referente ao empreendedorismo criativo e gestão cultural.

Os trabalhos iniciaram na quinta-feira com o painel “Fomento e as Fontes de Financiamento como política pública no RS, tendo como palestrante Rafael Balle, Diretor de Fomento da SEDACTEL.

Antes de sua exposição, Neidmar enalteceu o nível das apresentações artísticas e culturais que estão ocorrendo junto com o evento, como ressaltou o reconhecimento das ideias dentro do tema economia criativa, que no Brasil estaria vinculada a dois eixos, a da área de comunicação e da economia. No seu caso, destaca que faz parte do campo das Ciências Humanas, um novo mercado viável.

Citou o escritor italiano Domênico de Masi, que foca o tema ócio criativo. “Um homem que nos seus 81 anos de idade passa o dia inteiro trabalhando e que chega ao final do dia sem nenhum cansaço e garante que tempos de ociosidade são importantes para a reflexão, de pensar e construir novas oportunidades”.

Palestrante lamentou que o atual modelo econômico no mundo aumenta, cada vez mais, a desigualdade social. “Muitos programas foram engolidos pela roda gigante da economia. Precisamos de uma série de ações e o seminário serve para confeccionar a colcha de retalhos. Estamos em um ano eleitoral, portanto, de mudanças que deverão ocorrer. Somos um país de uma riqueza fantástica, onde as diferenças constroem”.

Neidmar esclareceu que o Sistema de Cultura é um processo de gestão e promoção de políticas públicas de cultura, em regime de colaboração de forma democrática e participativa entre os três federados, ou seja, União, Estados e Municípios e a sociedade civil, tendo por objetivo promover o desenvolvimento humano simbólico e social com pleno exercício dos direitos culturais, capacidade de produção para a economia criativa.

Neste processo passa pelo órgão Gestor, o Conselho de Políticas Culturais, Os Colegiados Setoriais, O Plano de Cultura, O Fundo Municipal, A Conferência da Cultura, Sistemas de Indicadores Culturais e Programa de Formação Qualificação.

Neste sábado as atividades iniciam às 9h até às 12h com treinamento “Mérito, Relevância e Oportunidade: O Papel do Conselho Municipal de Política Cultural”, tendo como público alvo o Conselho Municipal de Políticas Culturais. Na consultoria Neidmar Alves. Das 14h às 18h ocorre a revisão do Plano Municipal de Cultura de Erechim, tendo como público alvo a comunidade cultural de Erechim.

Comentários estão fechados.