Prefeito, ACCIE, CDL e classe médica falam sobre bandeira vermelha em Erechim

Após o anúncio que Erechim é bandeira vermelha, onde parte do comércio precisará fechar e indústrias reduzirem em 50% suas atividades a partir de terça-feira, conversei com algumas pessoas.

“Deveremos nos reunir com quem entende de número e indicadores”, resumiu o prefeito Luiz Francisco Schmidt.

O presidente da Associação Comercial, Cultural e Industrial de Erechim (ACCIE), Fábio Vendrusculo, desabafou: “Uma verdadeira piada, sem comentários”. Já a presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, Rosangela Spiazzi Truylia, comentou que “cabe recursos e vamos aguardar o retorno”.

O maior desabafo veio de um médico do Santa Terezinha. “A nossa equipe médica, enfermagem e sanificação estão exaustas e as pessoas irresponsáveis não estão nem aí! Os profissionais se quebrando no pronto-socorro e nas UTIS e,  a irresponsabilidade solta. Socorro!”.

Por Egidio Lazzarotto 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais