Desafios da globalização exigem debate e conhecimento

Deputado Tortelli promoveu Seminário e entregou Medalha do Mérito Farroupilha a Nédio Piran

O seminário “Erechim 100 anos: Lutas, conquistas e novos desafios”, promovido na noite desta sexta-feira (25) pelo deputado Altemir Tortelli no Seminário Nossa Senhora de Fátima, jogou algumas luzes sobre o posicionamento que o município deve adotar nos próximos anos para assegurar espaços no mundo globalizado. A atividade integrou as homenagens prestadas pelo parlamentar ao centenário do município da região do Alto Uruguai e reuniu os professores Anacleto Zanella, doutorando em História pela UPF, e Sergio Schneider, doutor, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural e de Sociologia da Ufrgs.

Sérgio Schneider fez um resgate histórico do desenvolvimento na região sob o ponto de vista sociológico e político, avaliando Erechim no contexto da globalização e sua importância na região do Alto Uruguai. Na opinião de Schneider, o momento da globalização se volta para a hegemonia da China, um parceiro comercial que deve ser estudado e entendido como forma de buscar alternativas comerciais que superem a venda de produtos agrícolas. “Temos que avaliar como produzir farelo e óleo e manter mais empregos aqui”, recomendou.

Anacleto Zanela, por sua vez, ponderou que é necessário ampliar o debate sobre os desafios do futuro, pois “as pessoas querem discutir e se não houver espaço farão isso na internet”. O debate deve envolver a qualificação da educação e da infraestrutura como forma de garantir inserção na globalização  e de superar enormes desigualdades sociais que perduram e se profundam em todo o país. Segundo Zanella, em Erechim  há cerca de 20 mil pessoas vivendo em situação de miserabilidade, sem condições de fazer três refeições ao dia.

Tortelli referiu a insegurança institucional do Brasil frente à greve dos caminhoneiros. Ele relatou ter visto faixas defendendo uma intervenção militar nas barreiras dos grevistas nas rodovias gaúchas e confessou temer que o Brasil enfrente um “golpe à Allende”, referindo-se à queda do presidente eleito Salvador Allende no Chile e a tomada do poder por militares comandados pelo general Pinochet. “Ninguém sabe nem o que acontecerá na próxima segunda-feira”, questionou.

Mérito Farroupilha

Na sequência do Seminário, o deputado entregou a Medalha do Mérito Farroupilha, maior honraria concedida pelo Parlamento gaúcho, ao professor Nédio Piran, doutor, pesquisador e autor de obras sobre a agricultura familiar e desenvolvimento sustentável. Tortelli definiu o professor, que assessorou a criação de movimentos sociais e sindicais rurais e urbanos na região e foi docente entre 1972 a 2017, como um lutador social, que ensinou o significado da radicalidade na construção de conquistas sociais. Em clima emotivo, foram exibidos vídeos de familiares, amigos, alunos e colegas de Nédio, ressaltando o conhecimento e a atuação do professor, mestre e doutor, com publicações na área da agricultura familiar e desenvolvimento sustentável.

Estiveram presentes no evento o presidente do Tribunal de Contas do Estado, ex-deputado Iradir Pietrowsky, vereadores, lideranças de movimentos sociais.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais