Câmara homenageia o Jupem com Sessão Solene por seus 50 anos

A noite da última quinta-feira (26) foi marcada por muita emoção e homenagens a um dos mais tradicionais grupos da Capital da Amizade. Com uma rica trajetória que já dura 50 anos, o Grupo Folclórico Polonês de Erechim (Jupem) recebeu da Câmara de Vereadores uma menção honrosa por seu cinquentenário – que será completado no próximo dia 6 de maio –, em uma bela Sessão Solene que exaltou os valores, costumes e tradições da cultura polonesa, etnia de importância vital na formação do município. Na ocasião, a presidente do Jupem, Dirce Kozak, recebeu a placa comemorativa das mãos dos vereadores proponentes da congratulação, Gilson Serafin (PSD) e Eni Scandolara (Progressistas), além do presidente em exercício do Legislativo, Ilgue Rossetto (PV).

Fundado em 1968, pelo padre Walenty Nowacki e pela irmã Wanda Szymla, o Jupem propaga a cultura através da dança, da música e do canto, já tendo representado Erechim em diversos festivais artísticos pelo mundo. Em seu discurso, Serafin fez questão de frisar que a reputação do grupo nada mais é do que reflexo de um trabalho sério. “Esta homenagem que prestamos hoje, em nome da Câmara, é, na verdade, uma homenagem de toda a comunidade erechinense, que tem no Jupem uma referência de trabalho sério e desempenhado com dignidade, transparência e muito orgulho”, destacou o parlamentar.

Para Eni, é motivo de grande alegria poder homenagear a “família jupeniana”, da qual um de seus filhos fez parte. “Considero um privilégio estar aqui, pois quem acompanhou por muitos anos este grupo, tendo um filho integrante desta amada e batalhadora família, não cansa de ressaltar seus feitos, seus encantos e conquistas”, elogiou a edil. Após a entrega da Menção Honrosa, a presidente da entidade, em um discurso emocionado, exaltou a caminhada do Jupem ao longo destas cinco décadas, agradecendo em especial a todos que fizeram e fazem parte de sua rica história. “É um momento de darmos as mãos, partilhar, unir e fundir nossas almas, nossos corações, emoções e sentimentos. Quantos e inesquecíveis momentos o Jupem viveu com a participação ativa e efetiva de seus dançarinos, músicos, cantores, pais e dirigentes”, recordou Dirce.

Além da Menção Honrosa, foi entregue o Troféu Castelinho ao renomado coreógrafo polonês Janusz Chojecki, que frequentemente colabora com o Jupem. A sessão contou, ainda, com apresentações do grupo Músico Vocal Capela da entidade e dos dançarinos, que realizaram performances de danças típicas da Polônia.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais