Câmara homenageia o Jupem com Sessão Solene por seus 50 anos

A noite da última quinta-feira (26) foi marcada por muita emoção e homenagens a um dos mais tradicionais grupos da Capital da Amizade. Com uma rica trajetória que já dura 50 anos, o Grupo Folclórico Polonês de Erechim (Jupem) recebeu da Câmara de Vereadores uma menção honrosa por seu cinquentenário – que será completado no próximo dia 6 de maio –, em uma bela Sessão Solene que exaltou os valores, costumes e tradições da cultura polonesa, etnia de importância vital na formação do município. Na ocasião, a presidente do Jupem, Dirce Kozak, recebeu a placa comemorativa das mãos dos vereadores proponentes da congratulação, Gilson Serafin (PSD) e Eni Scandolara (Progressistas), além do presidente em exercício do Legislativo, Ilgue Rossetto (PV).

Fundado em 1968, pelo padre Walenty Nowacki e pela irmã Wanda Szymla, o Jupem propaga a cultura através da dança, da música e do canto, já tendo representado Erechim em diversos festivais artísticos pelo mundo. Em seu discurso, Serafin fez questão de frisar que a reputação do grupo nada mais é do que reflexo de um trabalho sério. “Esta homenagem que prestamos hoje, em nome da Câmara, é, na verdade, uma homenagem de toda a comunidade erechinense, que tem no Jupem uma referência de trabalho sério e desempenhado com dignidade, transparência e muito orgulho”, destacou o parlamentar.

Para Eni, é motivo de grande alegria poder homenagear a “família jupeniana”, da qual um de seus filhos fez parte. “Considero um privilégio estar aqui, pois quem acompanhou por muitos anos este grupo, tendo um filho integrante desta amada e batalhadora família, não cansa de ressaltar seus feitos, seus encantos e conquistas”, elogiou a edil. Após a entrega da Menção Honrosa, a presidente da entidade, em um discurso emocionado, exaltou a caminhada do Jupem ao longo destas cinco décadas, agradecendo em especial a todos que fizeram e fazem parte de sua rica história. “É um momento de darmos as mãos, partilhar, unir e fundir nossas almas, nossos corações, emoções e sentimentos. Quantos e inesquecíveis momentos o Jupem viveu com a participação ativa e efetiva de seus dançarinos, músicos, cantores, pais e dirigentes”, recordou Dirce.

Além da Menção Honrosa, foi entregue o Troféu Castelinho ao renomado coreógrafo polonês Janusz Chojecki, que frequentemente colabora com o Jupem. A sessão contou, ainda, com apresentações do grupo Músico Vocal Capela da entidade e dos dançarinos, que realizaram performances de danças típicas da Polônia.

Comentários estão fechados.