Mirante no caminho para o balneário de Marcelino Ramos está se transformando em lixão

Um local muito visitado por turistas e também pela comunidade de Marcelino Ramos está se transformando num grande lixão a céu aberto. Exagero? Estacione o carro na avenida Beira Rio, acesso ao Balneário, onde existem bancos que são muitos disputados pelas pessoas que gostam de contemplar a natureza, e dê uma olhada nas imediações. Por lá você vai encontrar pulseiras, garrafas de vidros, copos plásticos, cascos de cerveja, caixas de cigarros, tampas de garrafas, papeis e outras coisinhas mais que o horário não nos permite publicar. Isto tudo depositado fora das duas lixeiras que estão bem ao lado. Tem até mesmo casco de cerveja em cima de árvore. A maioria do material leva dezenas de anos para se decompor na natureza e boa parte dele vai para dentro do lago contaminando a água e os peixes. A falta de consciência das pessoas, de dar dois passos e lançar o lixo no lixo, é algo lamentável. O espaço é público, mas a responsabilidade é de todos.

 

Por Marcelo Santos / Portal de Marcelino Ramos

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais