Curso de Direito da URI realiza Estudo de Caso Simulado de Direito Financeiro

             Com objetivo de integrar novas metodologias no ensino, os acadêmicos do Curso de Direito da URI (oitavo semestre – diurno e noturno), realizaram uma atividade desenvolvida dentro da disciplina de Direito Financeiro, chamada de Estudos de Casos Simulados.

        Dentro dos conteúdos propostos na ementa da matéria, foi apresentado situações-limites aos alunos, envolvendo impasses concretos referentes a políticas públicas que existem no quotidiano das pessoas que envolvem o direito financeiro.

        A atividade contou com a participação dos acadêmicos dos cursos de Administração (matérias de Gestão Pública (8º semestre) e Direito Empresa (2º semestre) e Direito, aprimorando, assim, a interdisciplinaridade entre as matérias e cursos ofertados na Universidade.

        Os alunos foram divididos em grupos e através do estudo das funções básicas das profissões jurídicas (advocacia privada, advocacia pública, ministério público e magistratura), houve a ampliação na discussão dos temas sobre a Necessidade Pública, Receita e Despesa Pública, Orçamento Público, Escolhas Trágicas, Colisão de Normas e Princípios, entre outros.

        Segundo o Professor Doutorando Rafael Sottili Testa, “os Estudos de Casos são trabalhados para que o aluno possa de fato vislumbrar os assuntos estudados até o momento. O Direito em situações-limites é um dos objetivos deste trabalho de pesquisa acadêmica, correlacionando as matérias e interagindo, desta forma, com o mundo real na busca pela informação metodológica da pesquisa”.

        Os coordenadores de Direito, Professor José Plínio Rigotti, e de Administração, Professor Darci Kuiawinski, enfatizam que os objetivos propostos de interdisciplinaridade contribuem no processo de crescimento acadêmico. Ambos destacam que a busca pelas propostas que inserem os acadêmicos nos assuntos cotidianos, aliando a teoria com a prática, fortalecem cada vez mais os futuros profissionais que a Universidade prepara para a sociedade.

        Os dois temas trabalhados foram a Reforma do Presídio e o Fornecimento de Medicamentos. A construção argumentativa dos acadêmicos inter-relacionadas com o Direito Financeiro, aprimorou a discussão de cada caso sobre os conflitos existentes ou não entre as leis, os princípios, os interesses individuais, sociais e coletivos.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais