Aquecimento imobiliário para as classes A e B

Na íltima edição do Jornal Boa Vista questionei sobre a não liberação de condomínios horizontais por parte do município. Durante a semana, várias pessoas me relataram que se houvessem condomínios horizontais em locais bem situados, sairiam de seus apartamentos e comprariam um lote para construir uma casa em local seguro e com privacidade. Já dois empreendedores me garantiram que tentaram várias vezes encaminhar projeto de construção para tais condomínios e sempre acabaram barrados pelo município. Disseram ainda que se houvesse aprovação, todos os terrenos teriam sido vendidos imediatamente e as casas já estariam construídas.

Evidente que não dá para aprovar condomínio em qualquer lugar da cidade, mas está mais do que na hora de o município rever este posicionamento de barrar os projetos.  Em nossa cidade existem vários empreendedores dispostos a investir neste tipo de condomínio. Com certeza geraria um aquecimento imediato para a economia, vindo da classe média alta. Talvez este seja um dos desafios do prefeito Luiz Francisco Schmidt no centenário do município, mudar o pensamento conservador de alguns técnicos e do Conselho da Cidade. Os primeiros passos o atual prefeito está dando com a mudança de alguns técnicos, que até pouco tempo se achavam donos da prefeitura e da cidade.

Por Egidio Lazzarotto

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais