Acadêmicos participam de audiência sobre Projeto da Lei Orçamentária Anual

Acadêmicos dos Cursos de Administração, Ciências Contábeis e Direito da URI Erechim participaram na terça-feira, 23, de audiência pública realizada na Câmara de Vereadores de Erechim, momento em que a administração municipal detalhou o Projeto da Lei Orçamentária Anual – LOA do município para o exercício de 2019.    
        A atividade fez parte das disciplinas de Contabilidade Pública, do Curso de Ciências Contábeis, ministrada pelo professor Edson Luis Kammler; Direito Financeiro, do Curso de Direito; e Gestão Pública, do Curso de Administração, ambas ministradas pelo professor Rafael Sottili Testa.
        A LOA é o instrumento de planejamento utilizada pelos órgãos públicos para estimar as receitas e fixar as despesas para o próximo exercício. No projeto de lei, detalhado pela Secretaria da Fazenda do município, foram apresentadas as estimativas de arrecadação das principais receitas, destacando-se as estimativas do IPTU, Imposto Sobre Serviços – ISS, Fundo de Participação dos Municípios – FPM, ICMS e IPVA.
        Também foi detalhado a previsão de despesas do município de Erechim para 2019, destacando-se os gastos com pessoal e contratação de serviços de terceiros. De acordo com o professor Edson, “a LOA é a peça orçamentária que apresenta as ações, serviços e investimentos que o município pretende realizar ao longo do próximo ano. A participação dos alunos foi um momento em que se pode aliar a teoria à prática e, também, vivenciar a interdisciplinaridade, pois o mesmo assunto é visto em diversas disciplinas de três cursos diferentes”.
        De acordo com o professor Rafael, além de aliar a teoria à prática, quando se participa de eventos desta natureza os alunos passam a entender a importância do exercício da cidadania, algo que está em falta nos dias atuais. “Este exercício se dá pela participação na gestão pública, entendendo como se dá este processo e possibilitando que a comunidade dê sugestões e faça críticas à administração, visando a melhor aplicação dos recursos públicos”, destacou.

Comentários estão fechados.