CAPS promove caminhada do Setembro Amarelo

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Cerca de 40 pessoas, entre frequentadores do CAPS e servidores municipais, participaram da ação, carregando faixas e vestindo roupas amarelas. O grupo saiu da sede do Centro, na rua Polônia e percorreu as ruas centrais, até a Praça da Bandeira.

De acordo com a enfermeira, Andiana Castagnara, essa primeira caminhada do Setembro Amarelo em Erechim, visa chamar a atenção dos pacientes e familiares para a prevenção, assim como da comunidade, a respeito do preconceito com as doenças mentais. “Sabemos que o índice do suicídio é grande e temos vários pacientes com pré-disposição, por isso, precisamos ficar atentos aos sintomas de depressão, isolamento ou abatimento muito grande que pode levar a pessoa a chegar ao extremo que é o suicídio,” comenta. A enfermeira frisa que existe tratamento para todas as doenças mentais e, em Erechim, o Centro de Atenção Psicossocial é o órgão que apoia o doente mental, fornecendo suporte e tratamento.

No CAPS II são atendidas cerca de 900 pessoas por mês. No primeiro atendimento o paciente passa por uma triagem, avaliação psicológica e psiquiátrica e é encaminhado para tratamento com terapia ou medicamentos, quando necessário. Além do atendimento com os profissionais de saúde e acolhimento, os pacientes participam de oficinas de convivência, artesanato, música, coral, comunicação e nutrição. Os pacientes que frequentam o CAPS são encaminhados pelos médicos das Unidades Básicas de Saúde.  

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais