Investimento de R$ 30 milhões: Rede Passarela inaugura loja no final de julho em Erechim

Há cerca de três anos atrás o Grupo Passarela adquiriu uma área de terra no bairro Três Vendas para instalar mais uma de suas lojas no setor de supermercados. O sonho de desembarcar em solo gaúcho não é de hoje, mas sim de muito tempo, como destacou o diretor do grupo, Alexandre Simione, em entrevista para a Rádio Cultura e Jornal Boa Vista. Segundo Simione, a intenção era ter vindo para Erechim há cerca de dez anos, porém, o terreno cobiçado pelo grupo fora vendido para outro empreendedor.
Os investimentos da Rede Passarela de Supermercados na Capital da Amizade giram em torno de R$ 30 milhões. A imponente obra que está sendo construída na Avenida José Oscar Salazar deverá gerar aproximadamente 250 empregos. No primeiro momento o grupo está contratando 180 funcionários. A loja de Erechim terá 3.700m² de área para vendas, tornando-se a maior do grupo. O diretor destacou que a Rede Passarela não chega para ser apenas mais um comércio, e sim, para mudar conceitos.
Com previsão de inauguração para a última semana do mês de julho, a loja de Erechim contemplará além do supermercado, 18 outras operações. A praça de alimentação contará com cinco operações de alimentação, entre elas o restaurante Galpão Grill de Santa Catariana; uma sorveteria e um café. O restante dos espaços comerciais será ocupado por diversos segmentos, entre eles pet shop, salão de beleza, farmácia entre outros. Segundo Simione, das 18 operações, apenas duas são de Santa Catarina. O estacionamento contará com 230 vagas para carros e motos.
Alexandre Simione fez questão de destacar que a Rede Passarela tem como foco produtos e serviços diferentes. O diretor do grupo informou ainda que alguns setores das lojas de Erechim serão atrações à parte. Apesar de não dizer quais, a padaria do supermercado deverá ser uma das atrações. Quando solicitado para deixar uma mensagem para a população bota amarela, Alexandre Simione disparou: “Humildemente peço para que a população de Erechim nos dê a oportunidade de mostrar nossa loja e nosso trabalho”.

Honda Kindai
Os investimentos do Grupo Passarela podem não se limitar apenas ao segmento de supermercados. Na entrevista com o empresário Alexandre Simione, ele não descartou trazer para a Capital da Amizade no futuro, uma concessionária.
A Honda Kindai pertence às famílias De Marco e Simione, ou seja, fazem parte do Grupo Passarela. Alexandre informou ainda, que a Honda está tendo cautela com a abertura de novas concessionárias, mas que Erechim está sim no radar do grupo. Em Santa Catarina, a Honda Kindai possui lojas nas cidades de Caçador, Concórdia e Joaçaba.

 

__________________________________________________________________________

 

Erechim apresenta saldo positivo na geração de empregos
Na última semana, foram divulgados pelo Ministério do Trabalho os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), referentes ao mês de abril de 2018. O mês de abril apresentou saldo positivo de 311 empregos gerados. O setor que mais gerou empregos na Capital da Amizade foi o comércio com 121 novos postos de trabalho criados. Na sequência aparece construção civil, com 89 vagas criadas e o setor de serviços, com 77. Apesar de ter gerado apenas 14 novos postos de trabalho no mês de abril, a Indústria de Transformação é o segmento que mais gerou empregos no ano de 2018. Até então são 451 novos postos de trabalho criados.

Indústria segue liderando geração de empregos no acumulado
No acumulado dos últimos 12 meses, Erechim criou 959 novos postos de trabalho. O setor que mais gerou novos postos neste período foi o de serviços, com 435 vagas. Logo atrás aparece a Indústria da Transformação com 334 postos de trabalho criados. No acumulado dos últimos 12 meses, a construção civil apresentou saldo positivo de 127 novos postos. Já o comércio na Capital da Amizade, criou 112.

Crescimento lento, mas consistente
Os sinais de melhoras na economia de Erechim têm sido lentos, mas sólidos apesar de algumas oscilações em determinados segmentos. A Indústria é o maior parâmetro para fazermos uma avaliação mais consistente da economia local. O acumulado dos últimos 12 meses mostra que o caminho para sairmos de vez da crise econômica é lento e gradual. É melhor acreditarmos em um crescimento lento, porém, consistente, do que num crescimento rápido e frágil.

Reavaliando
Pelo que tenho acompanhado nos bastidores da política local, o número excessivo de pré-candidaturas a deputado estadual está fazendo com que alguns pré-candidatos reavaliem suas situações. Só no último final de semana ouvi de dois, sinais indicando que irão repensar a decisão. Segundo um deles, se continuar surgindo uma nova candidatura a cada semana, Erechim e o Alto Uruguai gaúcho não conseguirão eleger seus representantes na Assembleia Legislativa.

Fazer mais com menos
Enquanto algumas mudanças no alto escalão do governo de Luiz Francisco Schmidt não saem do papel, alguns membros do governo veem com bons olhos a possibilidade de ocupar mais espaços e mostrar seu real valor em secretarias com maior visibilidade e poder de investimento. Já ouvi várias vezes de membros do núcleo duro do governo Schmidt, que havia certa dificuldade para compor quadros do alto escalão em razão do salário não ser atrativo para quem trabalha na iniciativa privada. Se isso é fato, o governo precisará usar os quadros que estão disponíveis para promover as mudanças necessárias, caso contrário, as coisas continuarão como estão, em ritmo moroso.

 

Fabio Lazzarotto

Comentários estão fechados.