Hospinorte se reúne com presidente da AMAU na busca de soluções para a saúde da região

A Hospinorte – Associação de Hospitais e Estabelecimentos de Saúde do Norte do Estado do Rio Grande do Sul – recebeu, na manhã de quinta-feira, 21, em sua reunião mensal, o presidente da AMAU – Associação dos Municípios do Alto Uruguai -, Juliano Zuanazzi, prefeito de Marcelino Ramos. O objetivo do encontro, realizado no Auditório do Hospital de Caridade de Erechim, foi apresentar a Hospinorte ao novo presidente da AMAU e expressar os anseios dos hospitais que integram a entidade e a categoria, de modo a ele conhecer a realidade de cada unidade e seus projetos. A proposta também foi colocar a Hospinorte como parceira em busca de soluções e melhores condições de trabalho para a prestação de serviços de saúde à comunidade.

O presidente da Hospinorte, Claudiomiro Carus, iniciou apresentando a entidade, fundada em 2002, e integrada por 13 associados, estabelecimentos de saúde da região Norte do Estado, sendo a grande maioria da Região Alto Uruguai. Falou sobre os objetivos pelos quais foi fundada que, em síntese, buscam a congregação e representação dos associados, troca de experiências, qualificação da rede prestadora de serviços e capacitação e treinamento das equipes de trabalho.

De acordo com Claudiomiro Carus, os objetivos são comuns a todos, tanto Hospinorte quanto AMAU, na busca da garantia de uma saúde de qualidade para toda a região. Carus também explicou que a entidade quer maior aproximação com a 11ª Coordenadoria Regional de Saúde, o Estado e os municípios visando a construção de uma proposta de saúde pública regional, que hoje não está clara.

Após a apresentação de cada representante dos hospitais, o presidente da AMAU, Juliano Zuanazzi, falou que o maior desafio é ter respostas do Estado. Segundo ele, é necessário que o Estado diga sim ou não claramente. Após dar detalhes da audiência que a Comitiva de prefeitos da região teve com a Secretária Estadual de Saúde, Arita Bergmann, na segunda-feira, 18, especialmente sobre o que ficou acertado dos pagamentos pendentes aos hospitais, Zuanazzi se prontificou a ser parceiro da Hospinorte nesta aproximação com a Coordenadoria Regional da Saúde, junto à Famurs e na sua entidade.

Para o presidente da AMAU, não tem como os municípios abdicarem de um hospital. “Mesmo pequeno, o hospital é necessário nas comunidades. Temos que lutar e dar prioridade para dar suporte a eles”, enalteceu. Por acreditar nisso, se dispôs a ser parceiro da Hospinorte na busca de uma solução e também de uma melhor organização da saúde na região.

Comentários estão fechados.