Emater realiza 2ª edição do curso de Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares

A Emater/RS-Ascar está oferecendo a 2ª edição do curso Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares. O curso iniciou nesta segunda-feira (25/03), no Centro de Treinamento de Agricultores de Erechim (Cetre), com a participação de 14 produtoras da região do Alto Uruguai, e prossegue até quinta-feira (28/03). O grupo recebeu as boas-vindas do gerente Regional da Emater/RS-Ascar de Erechim, Gilberto Tonello, do coordenador do Cetre, Jorge Silvano Silveira, e da assistente técnica regional Social, Nádia da Rosa.

Tonello parabenizou as participantes e disse que a Emater/RS-Ascar oferece vários cursos e presta serviço de forma gratuita em Extensão Rural, com profissionais capacitados nas mais diversas áreas. Silvano expôs a infraestrutura do Cetre de hospedagem, alimentação e a parte didática dos cursos. Nádia da Rosa destacou a importância do curso para aliar conhecimento cientifico com o saber e as experiências das produtoras na área.

O conteúdo programático, teórico e prático, é repassado pelos extensionistas da Emater/RS-Ascar Nadia da Rosa, Karen Marchetto, Jorge Silvano Silveira, Idemar Menegat, Marilei Battisti, Roseli Bonesso, Rosangela Montepó, Cleonice Dobrovoski, Oberdan Scolari, Rosaine Baldisseira e Sandra Palavacini.

Entre os temas repassados estão síntese histórica, conceitos, princípios ativos das plantas, princípios básicos na identificação botânica, metodologias de horto, políticas públicas e legislação e boas práticas de fabricação. Também integra o conteúdo o cultivo, preparos caseiros, manejo e preparo do solo e da muda, fertilidade (vermicompostagem e compostagem), manejo integrado de pragas, colheita, secagem e armazenagem, entre outros.

Horto – No pátio do Cetre foi implantado um Horto de Plantas Bioativas. O horto, com três metodologias didáticas (boneco fitoterápico, relógio do corpo humano e espiral) atende à legislação da Anvisa e vem sendo utilizado como uma das ferramentas no curso. As plantas medicinais, aromáticas e condimentares, dispostas na metodologia do relógio, baseiam-se no uso tradicional e no conhecimento científico, correlacionadas aos órgãos conforme a ação terapêutica de cada planta. Entre as orientações repassadas estão as formas de identificação das plantas, o cultivo e o horário mais adequado para o consumo de acordo com cada órgão, entre outras dicas.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais