Acadêmicos e professores da URI iniciam projeto pioneiro junto ao Bairro Demoliner

 

Projeto pioneiro foi apresentado aos moradores e entidades representativas do bairro

Os Cursos de Agronomia e Engenharia Agrícola da URI  começam a desenvolver uma iniciativa pioneira junto ao Bairro Demoliner, em Erechim com o objetivo de dar destino correto ao lixo orgânico. O projeto piloto, chamado de “compostagem com a comunidade”, servirá de referência para posteriormente ser replicado progressivamente para outros bairros do município. Além do caráter didático-pedagógico, proporcionando aos alunos vivência prática do que é estudado em sala de aula, a iniciativa tem um apelo social muito forte.

De forma simplificada, o projeto trata da reciclagem de resto de alimentos domiciliares. Atualmente, estes restos de alimentos são descartados via coleta urbana e acabam no aterro sanitário, gerando altos custos para o erário público.

A proposta surgiu de forma interdisciplinar, inicialmente envolvendo as disciplinas de Uso e Tratamento de Resíduos Sólidos, com as turmas 2013 e 2014 do Curso de Agronomia, ministrada pela professora Raquel Paula Lorensi, e de Extensão Rural, ministrada pelo professor Julio Cesar Brancher. Prontamente, a iniciativa foi abraçada pelos demais professores, envolvendo fruticultura, horticultura, jardinagem e paisagismo, uso e conservação do solo, máquinas agrícolas, entre outras.

Com a implantação do projeto, as famílias residentes no Bairro terão orientação dos alunos quanto à separação dos restos de alimentos. Posteriormente, serão encaminhados para o Câmpus II da URI, lindeiro ao Bairro Demoliner, onde serão transformados em adubo pelos processos de compostagem e/ou vermicompostagem.       Neste momento, o até então lixo também servirá de matéria-prima para pesquisas em torno da eficiência e eficácia dos processos de transformação, garantindo o fortalecimento da tríade básica do aprendizado dos alunos que são o ensino, a pesquisa e a extensão.

Depois de pronto, parte do adubo será destinado para atender as demandas da área experimental e demonstrativa do Departamento de Ciências Agrárias da URI. Uma outra parte retornará à comunidade para ser usado nas hortas domésticas urbanas das famílias e na jardinagem e paisagismo para qualificar o asseio tanto das residências como das áreas comuns do Bairro. Uma terceira parte será destinada para as empresas que colaboraram e apoiaram na viabilização do projeto. Neste momento, os moradores também irão receber orientação técnica dos alunos e professores da Agronomia.

A ação iniciou com reuniões dos professores e alunos do Curso de Agronomia com os representantes da Associação, do CTG e da Capela do Bairro, momentos em que a proposta foi apresentada e de imediato aceita pelos moradores. Na reunião realizada no último dia 21 de março, os moradores receberam os baldinhos para depósito do material que será recolhido e encaminhado para reciclagem.

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais