Aberta na URI exposição “Afro-Brasileiros no Alto Uruguai”

Exposição está aberta à visitação pública no Espaço Cultura Viva

Começa a programação da etnia afro-brasileira, desenvolvida dentro do projeto “URI 25 Anos – Etnias e Culturas: o que nos une”. A primeira atividade é a exposição “Afro-Brasileiros no Alto Uruguai – Cultura e Religiosidades”. Ela foi aberta na manhã desta segunda-feira, 26, no Espaço Cultura Viva, em frente ao câmpus, e que poderá ser conferida pela comunidade até sexta-feira que vem.

A programação da etnia afro-brasileira será desenvolvida até sexta-feira, 02 de março. Ainda na sexta-feira, pela manhã e à tarde, no Anfiteatro do prédio 3, haverá uma exposição de documentários – Hip Hop – Cultura Afro Contemporânea. À noite, às 19h30min, também no Anfiteatro, será realizada uma mesa-redonda sobre história regional, cultura, religiosidade e racismo no Brasil.

No sábado, 03 de março, às 19h30min, no Salão de Atos, irá acontecer o show artístico que marca o grande momento proporcionado pela etnia. O espetáculo vai encerrar com a degustação de pratos típicos da cultura afro-brasileira.

Estão mobilizados para esta etapa do projeto os seguintes grupos: Movimento Étnico Cultural dos Negros de Erechim (MENE); Kilombagem Suburbana; Griôs; Grupo Afrodescendentes de Aratiba (Afro Ara); Grupo de Capoeira Associação de Capoeira Angola Cultura Popular (Grupo ACACP); e Grupo de Capoeira Povo de Angola.

O projeto “URI 25 Anos – Etnias e Culturas” é uma iniciativa dos departamentos da Universidade e as associações étnicas e culturais de Erechim e da região Alto Uruguai.

Comentários estão fechados.