Aberta na URI exposição “Afro-Brasileiros no Alto Uruguai”

Exposição está aberta à visitação pública no Espaço Cultura Viva

Começa a programação da etnia afro-brasileira, desenvolvida dentro do projeto “URI 25 Anos – Etnias e Culturas: o que nos une”. A primeira atividade é a exposição “Afro-Brasileiros no Alto Uruguai – Cultura e Religiosidades”. Ela foi aberta na manhã desta segunda-feira, 26, no Espaço Cultura Viva, em frente ao câmpus, e que poderá ser conferida pela comunidade até sexta-feira que vem.

A programação da etnia afro-brasileira será desenvolvida até sexta-feira, 02 de março. Ainda na sexta-feira, pela manhã e à tarde, no Anfiteatro do prédio 3, haverá uma exposição de documentários – Hip Hop – Cultura Afro Contemporânea. À noite, às 19h30min, também no Anfiteatro, será realizada uma mesa-redonda sobre história regional, cultura, religiosidade e racismo no Brasil.

No sábado, 03 de março, às 19h30min, no Salão de Atos, irá acontecer o show artístico que marca o grande momento proporcionado pela etnia. O espetáculo vai encerrar com a degustação de pratos típicos da cultura afro-brasileira.

Estão mobilizados para esta etapa do projeto os seguintes grupos: Movimento Étnico Cultural dos Negros de Erechim (MENE); Kilombagem Suburbana; Griôs; Grupo Afrodescendentes de Aratiba (Afro Ara); Grupo de Capoeira Associação de Capoeira Angola Cultura Popular (Grupo ACACP); e Grupo de Capoeira Povo de Angola.

O projeto “URI 25 Anos – Etnias e Culturas” é uma iniciativa dos departamentos da Universidade e as associações étnicas e culturais de Erechim e da região Alto Uruguai.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais