Roubo de veículos: um novo perigo nas estradas da região

Além da sinalização precária, buracos e imprudência de diversos usuários, motoristas que cruzam as rodovias e estradas do Alto Uruguai estão tendo de se preocupar com um novo perigo: o roubo de carros. A situação não é exatamente inédita, mas tem mostrado um aumento de casos nos últimos dias.

Na semana retrasada, morador seguia de Barão de Cotegipe a Itatiba do Sul, quando na altura da Localidade Linha de Ré, teve a frente de seu veículo cortada por um carro, de onde desembarcaram indivíduos armados, com os rostos escondidos por toucas ninja e anunciaram o assalto.

A vítima foi revistada, teve o veículo e pertences levados e foi obrigada a entrar no carro dos criminosos, onde teria ficado em poder de um deles por cerca de duas horas, até ser solta, sem ferimentos, em local ermo.

Outras ocorrências

Semana passada um homem seguia em seu Peugeot pela ERS 477 e nas proximidades do trevo de acesso para o município de Centenário precisou parar para urinar. Quando estava fora do carro, foi rendido, ameaçado com uma arma na cabeça e criminosos anunciaram o roubo. Os bandidos fugiram levando o Peugeot e pertences do condutor, que precisou buscar auxílio em uma residência das proximidades.

Na madrugada da última sexta-feira, 19, motorista se deslocava de Canoas a Chapecó, quando na altura de Nonoai, supostamente, seu Megane teria sido interceptado por dois veículos. Os criminosos anunciaram o assalto e fugiram levando o carro do condutor e pertences pessoais. A vítima foi colocada no porta-malas do carro e foi libertada algum tempo depois na ERS 406. O carro foi localizado no mesmo dia, próximo ao local do assalto e com os pertences da vítima (chave, carteira e celular) ainda no seu interior.

Roubos na cidade

O problema também está sendo notado na área urbana de Erechim. Nas últimas semanas, pelo menos dois casos acabaram chegando ao conhecimento da imprensa. Nas proximidades do Sesi, um cidadão foi abordado e agredido por ladrões quando entrava com seu carro na garagem. Já no último sábado (20), um Gol foi tomado de assalto na Rua Júlio Trombini, por volta das 21h30min.

Em recente entrevista coletiva com o comandante do 13º BPM, tenente coronel, Eliel de Souza Roque, o mesmo informou que o roubo de veículos tem aumentado na região, principalmente devido ao avanço no sistema de segurança que integra os mesmos, o que estaria dificultando os furtos e levando os bandidos a renderem motoristas para conseguir levar o carro.

Dicas

A atual situação requer atenção dos motoristas que trafegam pela região e três dicas importantes, divulgadas pela Polícia Militar Rodoviária de São Paulo, em matéria do Estadão, podem ao menos dificultar a ação dos ladrões: evite parar na estrada; se uma pedra atingir o carro ou um pneu furar, tente dirigir por pelo menos cinco quilômetros antes de parar, pois criminosos que danificam veículos costumam ficar a pelo menos 100 metros do local da armadilha; mantenha distância do carro da frente, onde, pelo menos, dê para ver as rodas traseiras de tal carro, pois caso precise fugir pelo acostamento ou pista lateral, não será necessário manobrar o veículo.

Por Alan Dias

 

Comentários estão fechados.