A cada minuto, duas multas por excesso de velocidade são aplicadas no Rio Grande do Sul

Foram mais de 1 milhão de infrações por dirigir mais rápido que o permitido nas estradas gaúchas

Por dia, 3.613 motoristas foram multados por excesso de velocidade no Rio Grande do Sul ao longo de 2018. Isso quer dizer que, a cada minuto, 2,5 infrações por dirigir mais rápido que o permitido são registradas. Os dados foram levantados pela reportagem de GaúchaZH com base em estatísticas do Detran-RS, relativas aos meses de janeiro a outubro deste ano — último mês em que os dados foram publicados.

As autoridades de trânsito acreditam que um dos motivos do alto número de notificações é a maior abrangência dos radares eletrônicos. Nos dez primeiros meses de 2018, foram registradas 1.098.532 infrações do gênero nas vias urbanas e nas rodovias estaduais e federais do RS.

A psicóloga da Escola Pública de Trânsito do Detran-RS, Sinara Soares, afirma que muitas vezes os motoristas estão mais preocupados com o pagamento das infrações do que com o risco de acidentes.

— Esse comportamento é muito perigoso e as pessoas não têm a dimensão. Ganhar tempo pode significar perder capacidade e perder a vida. A preocupação em respeitar a via se dá muito mais por não ser autuada. A gente falar com infrações é importante para ir além do bolso, de ser autuado. A oportunidade de pagar a multa significa que não nos acidentamos por um comportamento que poderia provocar um acidente mais grave — disse.

Nas rodovias estaduais, o maior número de infrações é na RS-122, entre Portão e Bom Princípio. A rodovia federal com maior número de multas foi a Freeway, entre Osório e Porto Alegre. Conforme o Chefe de Comunicação da Polícia Rodoviária Federal, Alessandro Castro, as boas condições da pista associadas ao comportamento imprudente dos motoristas fazem com que a freeway seja a via com mais infrações.

— Ela é uma pista com mais faixas, que tem o maior limite de velocidade das rodovias federais gaúchas. Por quatro ou cinco meses, é a via com maior fluxo. Mas as pessoas precisam se conscientizar de que, não é porque a via tem boas condições que se pode correr — disse.

Top 3 infrações do RS em 2018:

Um outro detalhamento com base nos números das estatísticas do Detran-RS apontou as três principais multas do trânsito do estado entre janeiro e outubro de 2018.

A principal infração é o artigo 218 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), excesso de velocidade, com mais de 1.098.532 multas.

O segundo maior motivo de multas no estado é o artigo 162 do código, que representa dirigir sem carteira ou com algum tipo de irregularidade na CNH. Foram 219 mil infrações.

A terceira principal infração do trânsito gaúcho é estacionar em local proibido, com 193 mil multas.

Penalizações relacionadas a irregularidades no registro do veículo, avançar sobre o sinal vermelho e não uso do cinto de segurança são outras infrações das mais comuns cometidas pelos motoristas no Estado.

Fonte Gaúcha ZH

Comentários estão fechados.