Conselho Diocesano de Pastoral estuda preparação ao Batismo

87

Neste último sábado de novembro, véspera da Solenidade de Cristo Rei do Universo, com o início da Campanha para a Evangelização e a abertura do Ano Nacional do Laicato, o Conselho Diocesano de Pastoral realizou sua segunda reunião anual, no Centro de Eventos do Seminário, com mais de cem participantes, representado as trinta paróquias, pastorais e movimentos da Diocese.

Na abertura dos trabalhos, Dom José referiu-se ao contexto atual no qual se dá uma mudança de época, com necessidade de conversão pastoral para responder aos desafios da cultura globalizada. Citou o Papa Francisco no documento sobre a Alegria do Evangelho, no qual fala das tentações dos agentes de pastoral, o pessimismo estéril, o derrotismo a mundanidade espiritual e outras. Em cada fase da história, a missão da Igreja é ser servidora do Reino, comunidade aberta que se renova em seus métodos e estruturas, estando sempre de portas abertas para acolher e ir ao encontro das pessoas.

Pe. Maicon Malacarne, coordenador diocesano de pastoral, encaminhou a pauta dos trabalhos, tendo como ponto central uma reflexão sobre a pastoral do Batismo, com assessoria do Pe. Pedro Ritter, da Diocese de Montenegro.

O assessor iniciou sua exposição citando passagem do Documento de Aparecida, segundo a qual, “nenhuma comunidade deve se isentar de entrar decididamente, com todas suas forças, nos processos constantes de renovação missionária e de abandonar as ultrapassadas estruturas que já não favoreçam a transmissão da fé” (nº 365). Recordou as cinco urgências apontadas pelas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, Igreja em estado permanente de missão, casa da iniciação à vida cristã, lugar de animação bíblica da vida e da pastoral, comunidade de comunidades, a serviço da vida plena para todos. Apresentou sua experiência pastoral de nove anos na Paróquia de Bom Princípio e agora na coordenação de pastoral da Diocese de Montenegro, especialmente no projeto de renovação da pastoral do Batismo. Relatou os passos iniciais, organização do grupo de catequistas e sua formação, os subsídios propostos para a preparação das famílias para o Batismo, realizada em suas próprias casas, a celebração na comunidade, os contatos posteriores a ela. Depois da apresentação de sua reflexão e relato da experiência, deu oportunidade para perguntas e observações dos participantes da reunião.

Pe. Maicon, em continuidade, propôs reflexão em pequenos grupos e plenário sobre passos a dar na renovação da pastoral do Batismo. Foi apontada a necessidade de identificar mais pessoas para esta pastoral e de que ela esteja ligada à iniciação à vida cristã e à preparação ao matrimônio Um dos encaminhamentos foi de realizar, no próximo ano, encontros de estudo com os que atuam na preparação deste sacramento.

Após a reflexão, houve diversas comunicações, entre as quais:

– convite para a ordenação diaconal dos seminaristas Edegar Passaglia e Jean Demboski, dia 29 de dezembro, às 19h30, na igreja São Pedro, Erechim;

– Curso de formação de agentes para a pastoral da consolação e da esperança;

– jubileu de prata presbiteral dos padres Dirceu Dalla Rosa, dia 10 de dezembro, às 19h, na igreja N. Sra. dos Navegantes, Campinas do Sul; Maximino Tiburski, dia 02 de fevereiro do próximo ano, às 19h30, na igreja São Cristóvão; Pe. Ivacir Franco, dia primeiro de março, às 18h, na igreja São Luiz, Gaurama;

– encontro de canto litúrgico, dia 09 de dezembro, das 13h30 às 1630, no Santuário, com ensaio do hino da Campanha da Fraternidade do próximo ano, do hino do ano do laicato e, especialmente, de cantos para velórios e exéquias;

– encontros diversos, dos grupos paroquiais da Infância e Adolescência Missionária na tarde deste sábado, em Barão de Cotegipe; da Pastoral da Pessoa Idosa, neste domingo, das 09h, às 16h, no Seminário; das zeladoras de capelinhas, dia 27, das 09h às 15h30, nas dependências da sede paroquial da Salette, Três Vendas, Erechim; dos coordenadores paroquiais da Cáritas, dia 28, no Centro Diocesano.

Dom José encerrou a reunião citando o Papa emérito Bento XVI em mensagem à Ação Católica, em 2012, na qual ressaltava a missão dos leigos na Igreja, na qual não são meros colaboradores, mas corresponsáveis no ser e no agir dela, o que não deve substituir e nem diminuir sua ação no mundo. Agradeceu a todos pelos diversos serviços na Diocese, desejou feliz Natal e 2018 pleno de paz, saúde, fé e esperança, com a disponibilidade para trabalhar por um mundo mais humano e divino, discípulos mas também missionários diante dos muitos desafios atuais.

——————–.

Pe. Pedro Ritter: Nasceu no dia 11 de março de 1967, em Poço das Antas, Vale do Taquari. Estudou no Seminário de Bom Princípio, Gravataí e Viamão. Foi ordenado presbítero no dia 06 de janeiro de 1996. Trabalhou na Catedral e na paróquia Sagrado Coração de Jesus do Bairro Higienópolis de Porto Alegre, no Curso Propedêutico no Seminário de Gravataí, na Paróquia de Bom Princípio. Atualmente é coordenador diocesano de pastoral de Montenegro e pároco da Paróquia de Salvador do Sul, daquela Diocese.

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.