Jornada de Medicina da URI sugere uma nova reflexão sobre a saúde

      Teve início na manhã desta quinta-feira, 24, no Auditório, a II Jornada Acadêmica do Curso de Medicina da URI, cuja programação prossegue até este sábado, 26. O evento está sendo realizado conjuntamente com o IV Congresso da Rede Bioética Brasil e o 1º Salão Científico, cujo tema está centralizado na saúde e bioética como um diálogo essencial”.

        O Salão Científico teve lugar na sala 3.13, na segunda-feira, 21, com a exposição de 60 trabalhos de pesquisa, número considerado expressivo em função de que o curso de Medicina da Universidade estar na sua segunda turma.

     Na quinta-feira, 24, pela manhã, aconteceu a palestra com o médico cardiologista José Pedro Rodrigues Gonçalves, de Cuiabá, Mato Grosso, quando falou sobre os desafios para a formação de profissionais em saúde, abordando da cura ao cuidado. Disse que é preciso que o Brasil e as universidades adotem um sistema de formação de médicos e outros profissionais da área da saúde com o pensamento voltado ao bem-estar da população, especialmente aquela mais necessitada. “Nós, médicos, não somos diferentes de ninguém. Precisamos somar conhecimento para fazer o melhor ao nosso país e ao nosso povo. Isso se faz primeiramente com o respeito, entendendo que um não existe sem o outro”, destacou.       Citou seu exemplo para mostrar que ao longo da vida não podemos parar de estudar. “Só depois de aposentado é que fui em busca das pós-graduações em Cardiologia, Administração Hospitalar, Saúde Pública e Saúde e Ambiente e do mestrado em Sociologia Política e o doutorado em Ciências Humanas”, ressaltou o ex-docente da Universidade de Cuiabá.

       A II Jornada de Medicina foi aberta oficialmente na noite desta quinta-feira, no Auditório, e reuniu acadêmicos, professores, preceptores e convidados.

        A solenidade contou com a presença do Reitor Arnaldo Nogaro; do Diretor-Geral do Câmpus, Paulo Roberto Giollo; do Coordenador do Curso, Sérgio Bigolin; da Vice-Presidente Nacional da Rede Bioética Brasil, Lívia Maria Armentano Koeningstein Zago; da Diretora de Ações em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Elenise Maria Daló; do Diretor Executivo do Hospital Santa Terezinha, Hélio José Bianchi; do Diretor do Centro Hospitalar Santa Mônica, Antonio Todeschini; do Presidente da Unimed Erechim, Luiz Felipe Leães; do Presidente da Unicred, Antonio Gabriel Teixeira; do Diretor do Centro de Oncologia Clínica, Juliano Sartori; e do Presidente do Centro Acadêmico, Jean Carlos Ostrovski.

        Estiveram presentes, ainda, os presidentes das turmas de Medicina e das ligas acadêmicas, da Associação Atlética, assim como as coordenadoras da Jornada, Miriam Vilk Wisniewski e Giana Lisa Zanardo Sartori.

        O Coordenador do Curso de Medicina, professor Sergio Bigolin, ao saudar os presentes, ressaltou o esforço de todos os organizadores em oferecer uma programação que vem contribuir com a formação dos estudantes.

        Já a Vice-Coordenadora Nacional da Rede Bioética Brasil, Lívia Maria Armentano Koeningstein Zago, ao ressaltar a realização do Congresso Brasileiro da Rede Bioética, juntamente com a Jornada Acadêmica de Medicina, chamou atenção para o princípio do bem e da justiça, a ética da vida e a proteção da dignidade humana e ambiental.

        O Diretor-Geral do Câmpus, professor Paulo Roberto Giollo, assim como Reitor Arnaldo Nogaro, ressaltaram a importância do evento e o envolvimento dos alunos com a Jornada.

        Neste ano, o Curso de Medicina está realizando uma exposição de telas produzidas por alunos da Aquarela Pró-Autista de Erechim. Os trabalhos estão expostos no hall de entrada do Auditório. Além disso, todos os palestrantes estão sendo agraciados com a peça em cerâmica “Pontos nos Pratos”, produzida especialmente para o evento pelo Atelier de Cerâmica Gabi & Girardelo.

         O evento tem como patrocinadores: Unimed Erechim, Unicred Erechim, Centro de Oncologia Clínica e Rede Bioética Brasil.

Comentários estão fechados.